terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Trajetória dos Açorianos no RS

O Arquipélago de Açores fica entre a Europa e a América do Norte. Em meados do século XX, ocorreu a diáspora açoriana. Devido aos terremotos e ao vulcão dos Capelinhos. Há mais açorianos, hoje, no Canadá e nos EUA que nos Açores.

Colonizadores Açorianos no Rio Grande do Sul
Colonizadores Açorianos no Rio Grande do Sul

No Brasil e na América do Sul, a maioria dos imigrantes açorianos veio das ilhas centrais. Como São Jorge, Pico e Faial (flamengos). No Uruguai, San Carlos de Maldonado é uma importante base de açorianos.

O primeiro movimento açoriano ocorreu em 1680, para Colônia de Sacramento. E a ideia de vinda para o litoral brasileiro surge em 1727. Mas não se consuma. Em 1746, o ouro começa a se exaurir na Minas Gerais.

No ano seguinte, chegam os 60 casais de açorianos a Santa Catarina. Eles recebem ¼ de légua (272 ha). Apenas a título de comparação, os alemães receberam, em média, 80 ha ao chegarem ao RS. E os italianos, 48 ha.

Em Santa Catarina, os açorianos foram para Laguna e Florianópolis. Regiões litorâneas, como nos Açores. No Rio Grande do Sul, foram “para o meio do mato”. O RS conserva a fama de “terra dos esquecidos”.

1750 - Tratado de Madri;
1752 - Gomes Freire de Andrade delimita as fronteiras com as colônias espanholas;
1754 - inicia a Guerra Guaranítica, o que gera a dispersão açoriana.

Ocupação do Rio Grande do Sul
+ Concessão de sesmarias;
+ Tropeirismo;
+ Imigrantes açorianos.

Antes dos açorianos, observamos a presença dos tropeiros no nordeste do estado. E com eles, surgem os Campos de Tramandaí, os Campos de Viamão e os Campos de Cima da Serra.

Adaptado de aula da professora Vera Maciel Barroso.



0 comentários:

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design