domingo, 15 de outubro de 2017

Substantivo Feminino

O filme mostra a trajetória de Giselda Castro e Magda Renner. Pioneiras no ativismo ambiental nacional e internacional. Duas mulheres da sociedade de Porto Alegre que se uniram em torno de uma causa comum: a ecologia.

Substantivo Feminino - Magda Renner
Magda Renner revisa arquivos

Veja também...

A história inicia na época da Marcha da Família com Deus pela Liberdade, em 1964. Ocasião em que o fantasma do comunismo rondava o país. Mas antes de ocorrer a passeata em Porto Alegre, os militares tomaram o poder.

Substantivo Feminino (2017) - Magda Renner e Giselda Castro
Magda Renner e Giselda Castro

Então, Magda e Giselda iniciaram a militância. Junto à população carente, na Ação Democrática Feminina Gaúcha. E logo, entraram em contato com as ideias de José Lutzenberger. Isso ampliou as dimensões da ADFG.

Substantivo Feminino (2017) - Giselda Castro em Passeata
Giselda Castro em Passeata

A ADFG virou o braço brasileiro da Friends of the Earth, presente em mais de 70 países. Magda e Giselda percorreram o mundo. Integraram organizações internacionais. E o comitê de ONGs do Banco Mundial.

“Substantivo Feminino” mostra passeatas, viagens ao exterior, protestos junto a políticos. Como os presidentes Castelo Branco e Geisel. A propósito, durante o regime militar, o SNI vigiava as ações das duas mulheres.

Substantivo Feminino (2017) - Magda Renner em Passeata
Magda Renner em Passeata

O documentário, enfim, registra o empenho de Magda e Giselda numa luta ingrata. Afinal, o ativismo ambiental envolve muito trabalho e dedicação. E os ganhos, em geral, são muito pequenos e eventuais...

0 comentários:

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design