sexta-feira, 30 de junho de 2017

Animais e Homem no Museo Moyano [Conheça Mendoza a Pé]

O Museo de Ciencias Naturales y Antropologicas fica no Parque San Martín. Em três andares, segmenta o acervo em três grupos: minerais, animais e homem. Na maior parte, peças originárias da província de Mendoza.

Dorado, Esteros del Iberá, Museo Moyano de Mendoza
Dorado, Esteros del Iberá

Veja também...
Quando cheguei ao museu, alunos iniciavam a visita. Crianças de oito a nove anos de idade. Curioso reparar a reação das crianças diante das peças. Em especial, os dinossauros e os animais empalhados...

Enfim, pela temática, o museu atrai desde o público acadêmico até curiosos em geral. E já na entrada, o visitante verá esqueletos de girafa, rinoceronte. Uma balsa das Lagunas de Rosário, Lavalle. E os fósseis vegetais...

Esqueleto de Rinoceronte, Museo Moyano de Mendoza
Esqueleto de Rinoceronte

Charles Darwin esteve em Mendoza, em 1835. E localizou o primeiro bosque fóssil da América do Sul. Encontrou em Paramillos, Uspallata, troncos de coníferas de até 250 milhões de anos, as Araucárias de Darwin.


O Primeiro Piso do Museu
Registra a evolução, do surgimento dos planetas aos animais. É interessante comparar outros planetas com a Terra. A rotação de Mercúrio leva 58 dias. Já Netuno leva 164 anos para concluir o movimento de translação.

Balsa das Lagunas de Rosario, Lavalle, Museo Moyano de Mendoza
Balsa das Lagunas de Rosario, Lavalle

A seguir, vêm os minerais. Repare nas peças de Uspallata e Malargüe, em Mendoza. Um painel registra os movimentos das placas tectônicas. Outro lista vulcões da província. Os cinco maiores, na divisa com o Chile.

+ Tupungato (6.570 m) – inativo;
+ San José (6.070 m) – erupções nos séculos XIX e XX;
+ Tupungatito (5.913 m) – erupções frequentes nos últimos 200 anos;
+ Maipo (5.323 m) – derrames de lava de 1826 formaram a Laguna Del Diamante;
+ Planchón Peteroa (4.135 m) – últimas erupções de lava, em 1837 e 1937;
+ Payún Matrú (3.715 m) – tribos nativas relatam erupções recentes.

Talco - Mina Luísa, Uspallata, Las Heras, Museo Moyano de Mendoza
Talco - Mina Luísa, Uspallata, Las Heras


Fósseis Animais e Dinossauros
Em Mendoza, já se encontraram fósseis de dez mil a quinhentos milhões de anos. O museu expõe peças da era paleozoica. Um período com predomínio de animais invertebrados, como os gastrópodes.

E enfim, os dinossauros. Estes inquietaram definitivamente as crianças que visitavam o museu. Uma reação que eu já esperava... Lembro bem o meu fascínio por dinossauros e múmias durante a infância...

Eoraptor lunensis, Província de San Juan, Museo Moyano de Mendoza
Eoraptor lunensis, Província de San Juan

Destaco uma réplica do Eoraptor lunensis em escala 1:1. Um dinossauro do período Triásico Superior, da província de San Juan. Ao lado, um osso de titanossauro. Este do Cretáceo Superior, da província de Mendoza.


Taxidermia: Os Animais Empalhados
Nesta sessão, o alvoroço aumentou. E as professoras já não conseguiam mais conter o barulho e a dispersão das crianças. Compreensível, diante das aves e dos felinos que pareciam atrair a todos como imãs...

As Crianças no Setor de Taxidermia, Museo Moyano de Mendoza
As Crianças no Setor de Taxidermia

Apesar do predomínio de animais da região, havia exemplares exóticos tais como a equidna e o ornitorrinco. O peixe-lua também chama a atenção. Dentre as grandes aves de Mendoza, destaque absoluto ao condor...

Na verdade, parece haver certo predomínio de aves nesta área. Águias em posição de ataque chegam a assustar. E a serenidade dos cisnes traz calma outra vez. Mas logo os felinos voltam a perturbar a paz local...

Cisne Coscoroba, Museo Moyano de Mendoza
Cisne Coscoroba


O Homem no Segundo Piso do Museu
O último andar destina-se à antropologia. E painéis registram a evolução do macaco a homem. Com a localização das principais espécies de hominídeos. Na sequência, há os primeiros sítios da América.

Os asiáticos chegaram à América entre 20 mil e 15 mil A.C. E navegadores visitaram o continente antes de Cristóvão Colombo. Destaque aos do atual Japão e da Escandinávia (vikings).

Gato Montês, Museo Moyano de Mendoza
Gato Montês

A maior parte do acervo é de peças pré-colombianas. Obras de maias, incas e astecas. Repare nas múmias de altura. Para os andinos, as montanhas eram sagradas. E havia rituais acima de 4.000 metros de altura...

Segue a lista com algumas múmias de altura:
+ Nevado de Chuscha (5.412): Departamento de Cafayate, Salta;
+ Cerro El Plomo (5.430 m): Região Metropolitana de Santiago, Chile;
+ Cerro El Toro (6.380 m): Departamento de Iglesia, San Juan;
+ Vulcão Llullaillacco (6.739 m): Departamento de Los Andes, Salta;
+ Cerro Aconcagua (6.960 m): Departamento de Las Heras, Mendoza.

Múmia do Aconcágua, Museo Moyano de Mendoza
Múmia do Aconcágua

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Museo de Ciencias Naturales Antropologicas ou Museo Moyano [Mendoza]

O Museu de Ciências Naturais e Antropológicas homenageia o ex-governador Juan Cornelio Moyano. E seu acervo reúne coleções particulares de animais empalhados, fósseis, múmias e artefatos indígenas.

Águia Mora, Payunia, Museo Moyano de Mendoza
Águia Mora, Payunia

Pasambaya tellecheai, Potrerillos, Museo Moyano de Mendoza
Pasambaya tellecheai, Potrerillos

Localização: sul do lago do Parque General San Martín, Mendoza.

Veja também...
Animais e Homem no Museo Moyano
Mendoza Além do Aconcágua e das Bodegas

Fonte: Argentina – Rough Guide, Publifolha, 2009.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Circuito Museo Cuyano e Barrio Civico [Conheça Mendoza a Pé]

Desde 1967, o Museo Del Pasado Cuyano conta a história de Mendoza. O Barrio Cívico fica perto. Com a Casa de Gobierno e o Memorial de la Bandera del Ejército de los Andes. O roteiro fecha com o Terraza Jardin Mirador.

Terraza Jardin Mirador, Municipalidad de Mendoza (Vista do Terraço do Hotel Amérian)
Terraza Jardin Mirador, Municipalidad de Mendoza
(Vista do Terraço do Hotel Amérian)

O circuito tem 1,6km. São 20min de caminhada, conforme Google Maps. Registro o roteiro no mapa do Google e em um mapa turístico. São apenas referências para as distâncias entre os pontos de interesse...

Veja também...
Mendoza Além do Aconcágua e das Bodegas


Museo Del Pasado Cuyano
Cheguei ao museu 30min antes de ele fechar. Como não se pode fotografar no interior, aproveitei para carregar a bateria da câmera. Minha ideia era registrar as informações no papel. Mas não encontrei a caneta...

Museo Cuyano e Barrio Civico (Google Maps)
Museo Cuyano e Barrio Civico (Google Maps)

Ao deixar o museu, vi que a caneta ficou na sala onde carregava a bateria. Ao menos, anotei alguns dados. Sem desenhos ou esquemas... Assim, deixo a história de lado e registro curiosidades que reparei no acervo...


Breve Descritivo do Museo Cuyano
Na parte externa, há canhões e uma urna funerária indígena. No interior, você voltará e ver armas. Baionetas, espadas e lanças. Espingardas, fuzis e pistolas. O arsenal bélico constitui, enfim, boa parte do acervo.

Urna Funerária Indígena, Museo del Pasado Cuyano, Mendoza
Urna Funerária Indígena, Museo del Pasado Cuyano

Mas não serão as armas o que primeiro você verá ao entrar no museu. No fim do corredor, à esquerda, há uma capela. Com retábulo de madeira, imagens de Maria e Anjos. Além de quadros religiosos.

A capela é praticamente a única sala de conteúdo religioso. Nas demais, há dois ou três quadros de mulheres com véu negro sobre a cabeça. Presumo que retratassem viúvas. Ou seja, a referência religiosa é indireta.

Casa de Gobierno, Mendoza
Casa de Gobierno, Mendoza

A maioria das salas contempla um dos temas: 1) Peças bélico-militares; 2) Quadros de políticos ou 3) Retratos e móveis de aristocratas. Entre políticos e militares, identificamos diversos nomes de ruas de Mendoza...


Curiosidades do Museo Cuyano
Os retratos até 1825 são de militares. A partir de 1825, surgem os políticos. É curioso observar certos hábitos. Até 1850, os homens usavam costeletas. A partir daí, passam a usar bigode. E no fim do século XIX, barba.

Palacio de Justicia, Mendoza - Vista do Terraza Jardin Mirador
Palacio de Justicia de Mendoza
(Vista do Terraza Jardin Mirador)

Há curiosidades, também, sobre os retratos de aristocratas. São pinturas do fim do século XIX e início do XX. As mulheres mais velhas são gordas e usam joias. Já os homens são gordos e carecas.

Um contraste em relação às moças. Elas, em geral, são bonitas. Um indício de que estariam disponíveis para casar? Não podemos esquecer que são retratos com mais de um século. E de uma sociedade conservadora...

Memorial de la Bandera del Ejército de los Andes, Cidade de Mendoza
Memorial de la Bandera del Ejército de los Andes


Barrio Cívico e Terraza Jardín Mirador
Ao deixar o museu, siga pela Rua Montevidéu até a Avenida Mitre. Então, siga mais três quadras à direita. Pronto: você chegou ao Barrio Cívico. Destaque ao Memorial de la Bandera del Ejército de los Andes.

A travessia dos Andes completou duzentos anos em fevereiro de 2017. O Memorial abriga duas bandeiras, dos regimentos Chiloé e Talavera. San Martín tomou-as dos espanhóis, durante a Campanha Libertadora.

Casa de Gobierno de Mendoza - Vista do Terraço do Hotel Amérian
Casa de Gobierno de Mendoza
(Vista do Terraço do Hotel Amérian)

Em 1821, o General ofereceu os estandartes à cidade. Eles ficam em lados opostos do Memorial. Em redomas de vidro com controle de temperatura. É proibido fotografar ali. Dois soldados guarnecem o local.


Terraza Jardín Mirador
É claro, o Barrio Cívico tem outros atrativos. Como a Casa de Gobierno – em frente ao Memorial – e o Palacio de Justicia. Talvez seja mais interessante, porém, ver tais prédios do alto do Terraza Jardín Mirador, na Prefeitura.

Palacio de Justicia e Municipalidad de Mendoza - Vista do Terraço do Hotel Amérian
Palacio de Justicia e Municipalidad de Mendoza

Ao deixar o Memorial, siga pela Rua Virgen Del Carmen de Cuyo, à direita. Na 9 de Julio, a segunda rua, siga à direita. Pegue o elevador e suba um lance de escadas. Como o nome sugere, o mirante fica no terraço.

Placas indicam os pontos visíveis lá do alto. Como estava nublado, pouco se via. Os prédios mais próximos eram mais claros. Como a Casa de Gobierno e o Palacio de Justicia. Ao fundo, via-se o Parque San Martín.

Casa de Gobierno de Mendoza (Vista do Terraza Jardin Mirador)
Casa de Gobierno de Mendoza
(Vista do Terraza Jardin Mirador)

A guia disse que a cidade de Mendoza sofre cerca de 40 sismos ao dia. E a Plaza San Martín fica sobre uma área de falha geológica. No terremoto de 1881 a destruição foi maior na cidade de Mendoza e em Godoy Cruz.

terça-feira, 27 de junho de 2017

Museo del Pasado Cuyano, Mendoza

O museu histórico da cidade ocupa uma mansão aristocrática do século XIX. A casa de adobe pertenceu a Don Francisco Civit. O museu abriga objetos do general San Martín. E móveis, obras de arte e armas do século XVIII.

Museo del Pasado Cuyano, Mendoza
Museo del Pasado Cuyano, Mendoza

Um dos destaques do museu é a capela. Ali, você verá uma imagem de San Andreu de Socarrats da Catalunhas. A peça mais valiosa é um fabuloso retábulo de madeira policrômico do século XV.

Funcionamento: outono e inverno – terça a sábado, 9h30 às 13h30. Primavera e verão - terça a sábado, 9h às 13h.
Localização: Rua Montevideo, 544, Mendoza.

Veja também...
Mendoza Além do Aconcágua e das Bodegas
Fontes
Argentina – Rough Guide, Publifolha, 2009.
Panfleto do Museo Del Pasado Cuyano.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Circuito Leste da Cidade de Mendoza [Conheça Mendoza a Pé]

O circuito reúne nove prédios históricos da cidade de Mendoza. Construções que se localizam da Avenida San Martín até a Rua Montecaseros. Além das construções, há o Paseo Pasaje Sarmiento, com bares e cafés ao ar livre.

San Martín, no Paseo Peatonal Sarmiento, Cidade de Mendoza
San Martín, no Paseo Peatonal Sarmiento

O circuito tem 3,6km. São 44min de caminhada, conforme Google Maps. Registro o roteiro no mapa do Google e em um mapa turístico. São apenas referências para as distâncias entre os pontos de interesse...

Veja também...
Mendoza Além do Aconcágua e das Bodegas


Sugestão de Como Fazer o Circuito
A sugestão é fazer o circuito ao concluir o roteiro Museo Cuyano e Barrio Civico. E combinar como o circuito Área Fundacional e Acuario Municipal. Apesar de poder-se fazer junto com o roteiro de praças, também...

Leste da Cidade de Mendoza (Google Maps)
Leste da Cidade de Mendoza (Google Maps)

Os roteiros são muito próximos uns dos outros... Basta atravessar uma rua ou avenida e você ingressará em outro. Como são mais de 50 atrativos, organizei-os em circuitos independentes para ficar menos cansativo.


1 – Iglesia y Casas de la Compañía de Jesús
Ao deixar a Prefeitura Municipal, siga pela Avenida Peltier até a Avenida San Martín. Repare que, ao cruzar a Avenida San Martín, a Peltier passa a se chamar Morón. Siga à esquerda pela San Martín até a Avenida Colón.

Iglesia y Casas de la Compañía de Jesús, Mendoza
Iglesia y Casas de la Compañía de Jesús

O Templo Sagrado Corazón, de 1908, possui o emblema da Companhia de Jesus. Referência aos jesuítas. A igreja substituiu a capela provisória, que ficava na esquina da Avenida San Martín com a Rua San Lorenzo.


2 – Diario Los Andes
A três quadras, na Avenida San Martín, 1049, fica o Diario Los Andes. Neste prédio, residiu Juan Serú, primeiro presidente da Empresa La Constructora Andina. Esta foi a primeira obra da construtora na cidade.

Diario Los Andes, Cidade de Mendoza
Diario Los Andes

O ano da construção destaca-se sobre a porta de entrada: 1889. O prédio chama a atenção, porém, pela decoração na fachada. Repare nas figuras femininas de feições indígenas e na ornamentação com folhas.


3 – Paseo Peatonal Sarmiento
Em 1989, inaugurou-se o Paseo Peatonal Sarmiento. Com três quadras, o calçadão liga a Plaza Independencia com a Avenida San Martín. E logo se tornou um agradável ponto de encontro de mendocinos e turistas.

Bar ao Ar Livre, no Paseo Peatonal Sarmiento, Cidade de Mendoza
Bar ao Ar Livre, no Paseo Peatonal Sarmiento

Destaque aos bares e cafés a céu aberto. E aos bancos juntos à sombra das árvores. Chama a atenção, ainda, uma pintura de San Martín num muro do paseo. Há, também, prédios históricos, como o Pasaje San Martín.


4 – Ministerio de Turismo de La Provincia
Um pouco à frente, na Avenida San Martín, 1143, fica o prédio do Ministerio de Turismo. A construção de 1914 serviu como sede do Jockey Club. E foi o primeiro edifício de ordem monumental da avenida.

Ministerio de Turismo de La Provincia, Cidade de Mendoza
Ministerio de Turismo de La Provincia

É um dos poucos prédios históricos do roteiro que se pode entrar. Ali, você consegue dicas sobre a cidade e a província de Mendoza. Vale conferir! Apesar de a fachada ser mais interessante que o interior...


5 – Ex-Casa Cano – Arzobispado
Ao deixar o Ministério de Turismo, siga até a esquina com a Rua Catamarca. Siga à direita, até o número 98, na esquina com a Rua San Juan. Ali, você verá o prédio do Arzobispado, a antiga Casa Cano.

Ex-Casa Cano - Arzobispado, Mendoza
Ex-Casa Cano - Arzobispado

Curiosidade: é o único edifício da cidade com cúpula em mansarda sobre o hall de acesso. Para chegar ao próximo destino, é necessário retornar até a Avenida. Sugiro seguir até a Rua Lavalle e pegar à esquerda.


6 – Ex-Confeitaria Colón
O prédio fica na Avenida San Martín, 1388/98. Esquina com a Rua Necochea, 18/24. Trata-se de uma construção de 1890, com planta baixa modificada. A planta alta conserva, porém, o caráter original.

Ex- Confeitaria Colón, Cidade de Mendoza
Ex- Confeitaria Colón

Repare no balcão forjado de ferro na fachada da Avenida San Martín.


7 – Ex-Banco de Londres
Você encontrará o prédio na equina seguinte, das avenidas San Martín e Las Heras. Os ingleses Fallet e Former projetaram a sede do Banco de Boston. E em 1918, inaugurou-se o edifício monumental, em estilo francês.

Ex-Banco de Londres, Cidade de Mendoza
Ex-Banco de Londres

Pouco restou da antiga construção. Esta é a em pior estado de conservação do roteiro. Do relógio sobre a entrada principal, vemos apenas a armação. E mesmo a pintura cor de rosa parece desbotada...


8 – Centro Islâmico Árabe de Mendoza
O destino seguinte ficava a seis quadras. Pouco mais de 600 metros. E no caminho, percebi uma alameda paralela à Avenida San Martín. A Remedios Escalada de San Martín. Nela fica a Biblioteca General San Martín.

Centro Islâmico Árabe de Mendoza
Centro Islâmico Árabe de Mendoza

A biblioteca fica no número 1843. Ali, assisti ao concerto do tenor Mariano Leotta, Pouco à frente, no número 1933, você verá o Centro Islâmico Árabe de Mendoza. Com a lua e as estrelas características na fachada.


9 – Ex-Casa Ciancio
O prédio de 1908 fica na Avenida San Martín, 2182/88. E é o último prédio histórico da avenida. A planta alta conserva características neobarrocas. E combina elementos franceses e italianos. Repare a ornamentação!

Ex Casa Ciancio, Cidade de Mendoza
Ex Casa Ciancio

A antiga Casa Ciancio é o penúltimo item deste circuito. A sugestão é seguir à Área Fundacional. E conhecer o Templo Nuestra Señora de La Merced enquanto percorre o roteiro “Área Fundacional e Acuario Municipal”.


Opção 1 – seguir para a Área Fundacional
Neste caso, você deve retornar meia quadra, até a Rua Beltran. Siga cinco quadras e encontrará as Ruínas de San Francisco. Ao cruzar a Rua Ituzangó, você estará na Plaza Pedro Del Castillo (Área Fundacional).

Leste da Cidade de Mendoza (Mapa Turístico)
Leste da Cidade de Mendoza (Mapa Turístico)

Da Rua Beltran à San Luis, onde fica o templo, são cinco quadras. À direita, se você estiver nas ruínas. E à esquerda, se estiver na praça. Ao chegar à Rua San Luis, siga à direita, em direção à Rua Montecaseros.


Opção 2 – Seguir Direto para o Templo
No caso, você deve retornar cinco quadras e meia pela Avenida San Martín. E na Rua San Luis, seguir à esquerda até a Rua Montecaseros. São outras cinco quadras. O templo fica na Montecaseros, 1647.

Templo Nuestra Señora de La Merced, Cidade de Mendoza
Templo Nuestra Señora de La Merced


10 – Templo Nuestra Señora de La Merced
Trata-se de um templo de características monumentais, cuja cúpula é um marco na cidade. A construção ocorreu de 1898 a 1908. Perto da área onde Pedro Del Castillo fundou Mendoza, em 1561.

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design