domingo, 31 de janeiro de 2016

Igreja Matriz de Silveira Martins

Imigrantes italianos iniciaram a construção de Igreja Matriz Santo Antônio de Pádua em 1890. A igreja foi inaugurada em 1893. E ostenta a única torre cilíndrica da América Latina em estilo romântico-bizantino. No alto dos 43 metros, há a imagem de Nossa Senhora do Bom Conselho.

Igreja Matriz Santo Antônio de Pádua - Silveira Martins (RS)
Igreja Matriz Santo Antônio de Pádua,
em Silveira Martins (RS)

Imagem de Santo Antônio Fazendo uma Prece - Igreja Matriz Santo Antônio de Pádua - Silveira Martins (RS)
Santo Antônio Fazendo uma Prece

Ângelo Lazzarini, discípulo de Aldo Locatelli, pintou o interior da Igreja Matriz, na década de 1950. Lazzarini foi responsável pela pintura de quase todas as igrejas da Quarta Colônia. Dentre elas, a Igreja Nossa Senhora das Dores, localizada em Santa Maria.

Vitral de São Mateus na Igreja Matriz Santo Antônio de Pádua - Silveira Martins (RS)
Vitral de São Mateus

Localização: Rua Francisco Guerino, 575, centro de Silveira Martins.


Veja também...
Centro Histórico de Silveira Martins

Gruta de Fátima, Silveira Martins

A gruta de pedra basáltica abriga uma imagem de Nossa Senhora de Fátima. Fica a 3 km do centro de Silveira Martins. Foi alocada pelos condutores da linha de ônibus entre esta cidade e Santa Maria, em meados do século XX.

Gruta Nossa Senhora de Fátima, Silveira Martins (RS)
Gruta Nossa Senhora de Fátima, Silveira Martins

Localização: VRS 304, próximo ao Monumento ao Imigrante Italiano.

Veja também...
Rota Turística de Silveira Martins

Santuário de Pompéia, Silveira Martins

O Santuário Nossa Senhora do Rosário da Pompéia faz parte do Conjunto Histórico da Pompéia. Este fica em propriedade particular da família Guerra. E dele fazem parte também a Olaria dos Guerra e Casarão dos Guerra.

Santuário Nossa Senhora do Rosário da Pompéia, Silveira Martins, RS
Santuário Nossa Senhora do Rosário
 da Pompéia, Silveira Martins (RS)

A família Guerra povoou a região de Pompéia, a 2 km do centro de Silveira Martins. A capela octogonal foi construída em 1900. Foi o cumprimento de uma promessa pela saúde do imigrante italiano Vincenzo Guerra.

A Olaria dos Guerra foi a primeira da região. E fabricava telhas e tijolos artesanais. Vincenzo Guerra construiu a primeira casa com tais tijolos. Da casa, restam as ruínas. Já o Casarão, em estilo Vêneto, ainda é habitado.

Veja também...
Rota Turística de Silveira Martins

sábado, 30 de janeiro de 2016

Monumento ao Imigrante Italiano, Silveira Martins

O monumento fica no Barracão de Val de Buia. E ele marca o local onde os primeiros imigrantes acamparam, em 1877. Eles vieram do norte da Itália e formaram a Quarta Colônia Imperial de Imigração Italiana no RS.

Monumento ao Imigrante Italiano - Silveira Martins (RS)
Monumento ao Imigrante Italiano

Dom Albino Luciani, Arcebispo de Veneza, lançou a pedra fundamental. Pouco depois, ele seria eleito Papa João Paulo I. O Monumento ao Imigrante Italiano foi inaugurado, em 1977, no centenário da imigração italiana.

A cruz branca destaca-se. Essa cruz representa a fé e a religiosidade dos imigrantes. E homenageia os italianos que morreram ali nos primeiros anos da colonização, vítimas de uma peste.

Localização: VRS 304, a 4 km do centro de Silveira Martins.

Veja também...
Rota Turística de Silveira Martins

Moinho Moro, Silveira Martins

Imigrantes italianos construíram o moinho artesanal. Ele fica na propriedade do Sr. Etelvino Moro. E é um dos poucos ainda em funcionamento na região. Ele é usado na moenda de cana-de-açúcar e farinha de milho.

Moinho Moro, Silveira Martins (RS)
Moinho Moro, Silveira Martins (RS)

Localização: Val de Buia, a 5 km do centro de Silveira Martins.


Veja também...
Rota Turística de Silveira Martins

Silveira Martins, Rio Grande do Sul

O município fica na região central do Estado. A 30 km de Santa Maria. Em Silveira Martins, surgiu a Quarta Colônia Imperial de Imigração Italiana no RS. Em 1877, os imigrantes instalaram-se no Barracão Val de Buia. Neste local, hoje fica o Monumento ao Imigrante Italiano.

Cidade de Silveira Martins, no mapa do Rio Grande do Sul
Silveira Martins, Rio Grande do Sul

Monumento ao Imigrante Italiano - Silveira Martins, RS
Monumento ao Imigrante Italiano

O Barracão Val de Buia fica no sopé da Serra de São Martinho. Localizada na Cadeia da Serra Geral, desde 1993, ela faz parte da Reserva da Biosfera de Mata Atlântica (UNESCO). O local abriga quedas d’água, riachos e pequenos balneários. Na estrada, mirantes oferecem vistas panorâmicas.

Casa Val de Buia - Silveira Martins (RS)
Casa Val de Buia

Os maiores atrativos da cidade, porém, relacionam-se à cultura italiana. A Rota Turística e Gastronômica parte de Silveira Martins em direção a Santa Maria. E inclui pontos centrais, como a Igreja Matriz Santo Antônio, o Centro Cultural Bom Conselho e o Espaço Memória.

Vitral de São João na Igreja Matriz Santo Antônio de Pádua - Silveira Martins (RS)
Vitral de São João na Igreja Matriz

A maior parte dos atrativos concentra-se, porém, no interior da cidade. Ali há capelas, cantinas, mirantes, fábricas familiares. Um destaque é o Moinho Moro. Outro é o Conjunto Histórico da Pompéia. Próximo ao Conjunto Histórico fica a Gruta Nossa Senhora de Fátima.

Mapa de Silveira Martins adaptado do Wikipedia.

Santuário de Pompéia - Silveira Martins (RS)
Conjunto Histórico de Pompéia

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Monumento ao Imigrante, Santa Maria

O artista plástico Juan Amoretti criou o Monumento ao Imigrante, com 4m de altura e 4,20m de extensão. Juan inspirou-se no legado dos imigrantes. O Monumento ao Imigrante, em Santa Maria, serve como ponto de referência da Colonização Italiana da Quarta Colônia.

Monumento ao Imigrante, Santa Maria (RS)
Monumento ao Imigrante, Santa Maria (RS)

Veja também...
Rota Turística de Silveira Martins

Memorial Mallet, Santa Maria

O Memorial Mallet foi criado em 1995, no 3º GAC AP, em Santa Maria. Na ocasião, chegaram os restos mortais do Marechal Emílio Luiz Mallet e da esposa. Ele é Patrono da Arma de Artilharia do Exército Brasileira.

Museu Mallet, Santa Maria (RS) - Batalha de Tuiuti, Guerra do Paraguai
Batalha de Tuiuti, Guerra do Paraguai

O memorial é composto pelo Museu e pelo Mausoléu do Marechal Mallet. O Museu conta a história do Exército Brasileiro e a evolução da artilharia. Bem como a história e as principais conquistas do Regimento Mallet.

O primeiro piso abriga armamentos, iconografias e equipamentos militares diversos. Externamente, ficam o Museu a Céu Aberto e o Carro Ferroviário. O segundo piso reúne documentos, bandeiras e uniformes militares.

Há documentos sobre a Guerra do Paraguai, a Revolução Farroupilha e a II Guerra Mundial. O Museu registra revoluções internas no Brasil: Federalista, Tenentismo, 1924, 1926, 1930 e 1932. E a Conquista do Acre.

Localização: Rua Marechal Hermes, s/nº, Passo D’Areia, Santa Maria.

Veja também...
Museu Militar Mallet

Museu Gama d' Eça, Santa Maria

O Dr. Astrogildo César de Azevedo construiu, em 1913, o prédio onde fica o Museu Educativo Gama D'Eça. Ali residiu e teve o consultório. O arquiteto alemão Theodor Wiederspahn, provavelmente, projetou o palacete.

O reitor José Mariano da Rocha Filho, Museu Gama d' Eça, Santa Maria (RS)
O reitor José Mariano da Rocha Filho

O Museu Educativo Gama D'Eça foi criado em 23/07/1968. Na verdade, este museu constava na planta original da Cidade Universitária. Assim, foi instalado no prédio do então Centro de Ciências Pedagógicas.

Mais tarde, o Museu Victor Bersani foi anexado ao Museu Educativo Gama D'Eça. O campus não possuía, porém, espaço capaz de comportar os dois acervos. Em 1985, foi inaugurada a sede definitiva, unindo os dois museus.

O nome do museu foi dado pelo reitor José Mariano da Rocha Filho. É uma homenagem a José Maria da Gama Lobo Coelho d’Eça. O militar estabeleceu o Quartel General de Santa Maria. Em 1866, tornou-se Barão de Saican.

O acervo reúne 12.000 peças de História, Artes e Ciências. O destaque é o fóssil do réptil Scaphonix Fichri, antecessor dos dinossauros. Ele determinou a idade da formação de Santa Maria, há 220 milhões de anos.

Localização: Rua do Acampamento, 81, Santa Maria.

Veja também...
Centro Histórico de Santa Maria

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Estação Férrea de Santa Maria

A Estação Férrea de Santa Maria da Boca do Monte foi inaugurada em 1900. Porém, é possível que já estivesse concluída em 1885. Ernesto Beck doou o terreno onde foi construída a estação ferroviária.

Estação de Trem, Gare ou Estação Férrea de Santa Maria (RS)
Estação Férrea de Santa Maria

A chegada da linha férrea levou ao progresso social, econômico e cultural de Santa Maria. E ajudou a consolidar a imigração italiana. A Estação Férrea é tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico do Estado (Iphae).

Localização: Avenida Rio Branco, Santa Maria.

Veja também...
Centro Histórico de Santa Maria

Vila Belga, Santa Maria

A Vila Belga foi construída, em 1903, para alojar funcionários da Compagnie Des Chemins de Feur au Brésil. Os funcionários da companhia belga foram responsáveis pela instalação da Rede Ferroviária Federal (RFFSA).

Vila Belga - Santa Maria (RS)
Vila Belga - Santa Maria (RS)

Gustave Vauthier, diretor da companhia, supervisionou a construção. Ela foi inspirada nas vilas operárias belgas e francesas. As casas distribuem-se pelas ruas Manoel Ribas, Ernesto Beck, Dr. Vauthier e André Marques.

A Vila foi erguida em terreno doado por Ernesto Beck. Filho de imigrantes alemães, Ernesto Beck também era dono da área da gare. Bem como dos armazéns e dos depósitos da estação ferroviária de Santa Maria

A Vila Belga é precursora das vilas operárias no estado do Rio Grande do Sul. Desde 1984, integra o projeto Pró-Memória Gaúcha. As vilas operárias passaram a ser construídas apenas na metade do século XX.

O conjunto de casas que forma a Vila Belga foi tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico do Estado (Iphae).


Veja também...
Centro Histórico de Santa Maria

Theatro Treze de Maio, Santa Maria

O Theatro Treze de Maio foi construído em 1890. E foi a primeira casa de espetáculos de Santa Maria. Até 1913, recebeu companhias de teatro e de ópera. Neste ano, o prédio foi adquirido pelo município.

Theatro Treze de Maio, Santa Maria (RS)
Theatro Treze de Maio, Santa Maria

Em 1916, o teatro foi definitivamente desativado. O prédio passou a abrigar vários órgãos públicos. Chegou a sediar o jornal Diário Interior. Em 1992, o processo de restauração iniciou. Em 1995, o teatro foi reinaugurado.

Festival de Dança de Santa Maria - O Palhaço e A Bailarina
Festival de Dança no Theatro Treze de Maio

Localização: Praça Saldanha Marinho, s/nº, Centro de Santa Maria.


Veja também...
Apresentação de Dança em Santa Maria
Centro Histórico de Santa Maria

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Catedral Metropolitana de Santa Maria

O Padre Caetano Pagliúca idealizou a construção a Catedral. Esta iniciou em 1902. Em 08/12/1909, foi sagrada Catedral Diocesana. Em 2011, após longo processo de restauração, consagrou-se Catedral Metropolitana.

Pintura de Aldo Locatelli no teto da Catedral de Santa Maria: Deus, Jesus e Nossa Senhora
Pintura de Aldo Locatelli no teto da Catedral
de Santa Maria: Deus, Jesus e Nossa Senhora

A Catedral de Nossa Senhora da Imaculada Conceição caracteriza-se pela arquitetura eclética. O Altar-mor, talhado em madeira, abriga uma imagem de Nossa Senhora Conceição. Esculpida em madeira, veio de Paris.

Vitral Catedral de Santa Maria (RS) - Deus com o Menino Jesus, entre José e Maria
Deus com o Menino Jesus, entre José e Maria

Os artistas italianos Aldo Locatelli e Emílio Sessa criaram a decoração em painéis. A Casa Genta de Porto Alegre confeccionou os vitrais. Eles mostram cenas da vida de Jesus Cristo e de Nossa Senhora. E alguns Santos.

Vitrais da Catedral de Santa Maria (RS)
Vitrais da Catedral de Santa Maria (RS)

Entre 1998 e 2005, a Catedral Diocesana passou por restauração interna e externa. Buscava-se preservar a estrutura do templo e as obras de arte. Em 2002, a Catedral foi tombada Patrimônio Histórico de Santa Maria.

Vitral da Catedral de Santa Maria (RS) - Jesus carregando a Cruz
Jesus Carregando a Cruz

Fonte: Pesquisadora Profª. Eva Coelho, 2002.

Vitral Catedral de Santa Maria (RS) - Jesus Cristo Crucificado
Jesus Cristo Crucificado

Localização: Av. Rio Branco, 823, Bairro Centro, Santa Maria.


Veja também...
Roteiro Arte e Religiosidade

Vitral Catedral de Santa Maria (RS) - Nossa Senhora com Deus, Cristo e o Espírito Santo
Nossa Senhora com Deus,
Cristo e o Espírito Santo

Basílica Nossa Senhora da Medianeira, Santa Maria

Nossa Senhora Medianeira é padroeira do Rio Grande do Sul. A Romaria Estadual ocorre anualmente. E iniciou em 14/09/1930. A ideia era criar um santuário. Porém as obras pararam por quase trinta anos.

Basílica da Medianeira, Santa Maria (RS)
Basílica da Medianeira, Santa Maria

Dom Carlos Furno, Núncio Apóstolo do Brasil, inaugurou o templo. Naquela ocasião, havia dezoito bispos e mais de 5.000 fiéis. Em 1987, o local passou a ser chamado de Santuário da Basílica da Medianeira.

Na década de 30, a irmã franciscana Angelita Stefani pintou Nossa Senhora da Medianeira. A pintura encontra-se no Santuário. Os vitrais retratam a vida de Nossa Senhora e a história de devoção à Medianeira. 

Imagem de Jesus Cristo na Basílica da Medianeira, Santa Maria (RS)
Imagem de Jesus Cristo

Fonte: Apontamentos sobre a história da arquitetura de Santa Maria / Edir Lúcia Bisognin [et al.]; Vani Terezinha Foletto, organizadora. Santa Maria: Palotti, 2008.

Endereço: Avenida Nossa Senhora Medianeira, 613, Bairro Nossa Senhora Medianeira, Santa Maria.


Veja também...
Roteiro Arte e Religiosidade

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Igreja Nossa Senhora das Dores, Santa Maria

A capela de madeira foi construída na rua onde fica a Igreja Nossa Senhora das Dores. A pedra fundamental foi lançada em 20/09/1917. Com bênção do primeiro bispo de Santa Maria, Dom Miguel de Lima Valverde.

Nascimento de Cristo - Igreja Nossa Senhora das Dores, Santa Maria (RS)
Nascimento de Cristo
  
Menos de vinte anos depois, um grupo de homens iniciou a construção da igreja. O padre Caetano Pagliúca liderou-os. A pedra fundamental ficava à direita. Ali, hoje, está a torre que sustenta o Cristo de braços abertos.

Vitral de São Agostinho - Igreja Nossa Senhora das Dores, Santa Maria (RS)
Vitral de São Agostinho

A Igreja Nossa Senhora das Dores foi construída em apenas 15 meses. Em 15/09/1936, foi celebrada a primeira missa e o primeiro casamento.

Vitral de Santa Helena - Igreja Nossa Senhora das Dores, Santa Maria (RS)
Vitral de Santa Helena

O artista italiano Ângelo Larazirini criou os motivos religiosos do interior da igreja. Em 1959, Larazirini fez as pinturas do teto. O artista plástico Juan Amoretti e a sua equipe restauraram recentemente essas pinturas.

Vitral de São Jorge - Igreja Nossa Senhora das Dores, Santa Maria (RS)
Vitral de São Jorge

Fonte: Edição Comemorativa aos 70 anos da Paróquia Nossa Senhora das Dores – Agosto de 2007.

Vitral de São Paulo - Igreja Nossa Senhora das Dores, Santa Maria (RS)
Vitral de São Paulo

Localização: Avenida Nossa Senhora das Dores, 304, Bairro Nossa Senhora das Dores, Santa Maria.


Veja também...
Roteiro Arte e Religiosidade

Santa Maria, Rio Grande do Sul

Santa Maria fica na região central do RS, a 290 km de Porto Alegre. O município é conhecido como “Coração do Rio Grande do Sul”. E destaca-se como polo comercial e de serviços da metade oeste do estado.

Cidade de Santa Maria, no mapa do Rio Grande do Sul.
Santa Maria, Rio Grande do Sul

  
Natureza, Religião e História
Cercada pela Serra Geral, Santa Maria reúne atrações naturais e religiosos. Um dos destaques é o Morro Chechella, procurado para rapel. Já a Catedral e a Basílica da Medianeira são os grandes destaques religiosos.

Nossa Senhora rodeada por anjos. Pintura no Teto da Catedral de Santa Maria (RS)
Pintura no Teto da Catedral de Santa Maria

Santa Maria também abriga atrativos históricos. O Museu Vicenti Pallotti, fundado em 1935, é um dos mais completos do RS. O acervo é variado. E inclui arqueologia, ciências naturais e história natural.

São Luiz em Vitral da Igreja Nossa Senhora das Dores, Santa Maria (RS)
São Luiz em Vitral da Igreja das Dores


Universidade Federal de Santa Maria
A cidade destaca-se também como polo universitário. Nove instituições de ensino superior estão instaladas em Santa Maria. E a Universidade Federal de Santa Maria foi a primeira universidade federal do interior do país.

Bailarina e Palhaço, em Festival de Dança, no Theatro Treze de Maio, em Santa Maria
Festival de Dança, no Theatro Treze de Maio

O médico José Mariano da Rocha Filho idealizou a UFSM. Ela foi criada em 14/12/1960. Em julho de 2005, ela partiu para a expansão regional. E criou cursos de graduação em Palmeira das Missões e Frederico Westphalen.

Nossa Senhora em Vitral da Catedral de Santa Maria (RS).
Vitral da Catedral de Santa Maria

Mapa de Santa Maria adaptado do Wikipedia.

Distâncias
Bagé = 266 km
Cruz Alta = 132 km
Pelotas = 331 km
São Borja = 279 km

Anjo Gabriel na Igreja Nossa Senhora das Dores, Santa Maria (RS)
Anjo Gabriel: Igreja Nossa Senhora das Dores


Atrativos Turísticos

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Visita ao Museu de Ufologia de Itaara

O Museu Internacional de Ufologia, História e Ciência, em Itaara, é um dos três do mundo no segmento. E contempla as áreas de Cosmologia, Origem e Evolução da Vida, Paleontologia, Arqueologia, Astronomia e Ufologia.

Deus Hindu, Museu Ufologia, Itaara (RS)
Entidade cultuada pelos hindus
  
Continuação de...
Atrativos Religiosos e Históricos em Itaara


O Museu de Ufologia foi o principal motivo pelo qual incluí Itaara no meu roteiro. O local logo despertou a minha atenção. No mundo todo, só há outros dois museus de ufologia. Um no Marrocos. Outro nos EUA.


Agendamento da Visita
O museu é procurado, principalmente, por escolas. São mais de 200 visitas feitas por escolas todos os anos. Inclusive por escolas da Argentina e do Uruguai. Assim, não é tão simples agendar uma visita ao museu.

Porta do Banheiro do Museu Ufologia de Itaara (RS)
Porta do Banheiro do Museu Ufologia

Agendei a visita, por e-mail. Como passaria cerca de uma semana na região, tive uma maior possibilidade de datas. Caso contrário, dependeria da sorte. Como eu fui sozinho, paguei sozinho o valor da visita: R$ 150,00.


A Visita ao Museu de Ufologia
Quem comanda a visita é o Professor Hernan Mostajo, diretor do museu. A visita é extremamente didática. O volume de informações é enorme. E ele é apresentado em um misto de palestra (conferência) e teatro.

Máscara de extra-terrestre, Museu Ufologia, Itaara (RS)
Máscara de extra-terrestre

Não sei se o conteúdo que me foi apresentado é apresentado às crianças. Afinal, o museu recebe até pré-escolares. E muitos conteúdos expostos ali requerem, ao menos, conhecimentos de ensino médio.


Cosmologia
A visita começa com a seção de Cosmologia. Aí é explicada a origem do universo. Tudo começou com o Big Bang. E o Professor Hernan logo deixa claro que a grande explosão, na verdade não foi uma explosão.

Big Bang: a grade explosão - Museu Ufologia, Itaara (RS)
Big Bang: a grade explosão
  
Uma curiosidade é que o Hidrogênio, elemento mais simples e fundamental, teria surgido cerca de 4 minutos após o Big Bang. A partir da fusão deste elemento com outros, surgiram os primeiros corpos celestes.


Origem e Evolução da Vida
Esta seção registra a Origem e a Evolução da Vida através de uma maquete. Iniciando pelos organismos unicelulares que habitavam os oceanos. Como a atmosfera era repleta de gases tóxicos, a vida surgiu nos oceanos.

Chama a atenção que a gestação de todos os seres ocorre num meio que imita o ambiente oceânico. Seja o líquido nos ovos de peixes, anfíbios, répteis, ou aves. Seja no líquido amniótico de uma mulher grávida.

Crânio de Hominídeo, Museu Ufologia, Itaara (RS)
Crânio de Hominídeo

À luz dos atuais conhecimentos, tudo indica que o primeiro mamífero tenha sido um ser semelhante ao rato. Dele originaram-se os demais mamíferos. Ou seja, antes de sermos macacos, nós fomos ratos!


Paleontologia
Esta é uma das seções que mais desperta a curiosidade dos visitantes. O fascínio despertado pelos dinossauros é difícil de explicar. A representação assustadora e o tamanho dos animais devem contribuir para isso...

Fecálito ou coprólito - Museu Ufologia, Itaara (RS)
Fecálito ou coprólito: fezes fossilizadas

Os dinossauros apresentaram uma vantagem em relação aos répteis do período anterior. A corrida é difícil para animais de membros articulados. A possibilidade de extensão dos membros facilitava, portanto, a fuga.


Arqueologia
Esta seção do Museu de Ufologia mostra a evolução humana. Desde os macacos até o Homo sapiens. E essa transição ocorreu, definitivamente, na Etiópia. Neste país, foi encontrada a “Lucy”, um “macaco bípede”.

Lucy, a macaca bípede - Museu Ufologia, Itaara (RS)
Lucy, a macaca bípede

Estes macacos bípedes habitaram a Terra, há cerca de 3,5 milhões de anos. Muito tempo antes da Luzia, o mais antigo hominídeo brasileiro. Encontrada em Minas Gerais, Luzia parece ter vivido há cerca de 12.000 anos.



Astronomia
Um fator determinante na evolução humana foi a descoberta do fogo. Ele socializou a espécie, que passa a viver em grupos. Com o tempo formaram-se as primeiras civilizações. Muitas passam a admirar e a estudar o céu.

Roupa de Astronauta, Museu Ufologia, Itaara (RS)
Roupa de Astronauta, Museu de Ufologia

Das antigas civilizações, passaram-se milênios até as descobertas de Galileu Galilei. Séculos depois, o homem conquistou o espaço. E em 20/06/1969, Neil Armstrong tornou-se o primeiro homem a pisar na lua.


Ufologia
É a seção mais polêmica e a única não-científica do Museu de Ufologia. O Professor Hernan deixa claro que o museu não procura comprovar que há vida em outros planetas. Só mostra relatos que indicam a possibilidade.

ET de Varginha, Museu Ufologia, Itaara (RS)
ET de Varginha: a fraude brasileira

Ele registra que praticamente todos relatos são fraudes. O mesmo vale para desenhos em plantações. Raros são os casos que não podem ser explicados. E esses acabam gerando a dúvida que deixa a possibilidade em aberto...

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design