sexta-feira, 31 de maio de 2013

Igreja Evangélica Luterana do Brasil, Iraí

A Igreja Evangélica Luterana do Brasil de Iraí fica na avenida Flores da Cunha, 325, no centro da cidade de Iraí.

Igreja Evangélica de Iraí
Igreja Evangélica de Iraí

Veja também...

Igreja Matriz Nossa Senhora de Auxiliadora, Iraí

A Igreja Nossa Senhora de Auxiliadora, a Igreja Matriz de Iraí, fica na Rua Antônio de Siqueira, 842, no centro da cidade de Iraí.
Igreja Matriz Nossa Senhora Auxiliadora, Iraí
Igreja Matriz Nossa Senhora Auxiliadora, Iraí

Veja também...
Igrejas, Macaco e Ponte de Iraí

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Parque Osvaldo Cruz, Iraí

O Parque Osvaldo Cruz, em Iraí, é um local onde você pode pedalar, correr ou caminhar por trilhas. Neste parque fica o Balneário Osvaldo Cruz. O espaço é destinado a banhos com água mineral.

Pamona, no Parque Osvaldo Cruz, em Iraí
Pamona, no Parque Osvaldo Cruz, em Iraí

No Parque Osvaldo Cruz, você encontrará a escultura em pedra de Pomona, deusa dos parques, frutos e pomares. Esculpida em 1950, a Pomona tem dois metros de altura. E teve como modelo uma índia local.

Veja também...
Parque e Balneário Osvaldo Cruz em Iraí

Ilha dos Amores, Iraí

A Barragem do Rio do Mel é procurada para esportes náuticos. Ali fica a Ilha dos Amores, que possui mesas e churrasqueiras. A Ilha dos Amores fica no Parque Osvaldo Cruz, em Iraí.
Ilha dos Amores, no Parque Osvaldo Cruz, Iraí
Ilha dos Amores, no Parque Osvaldo Cruz, Iraí

Veja também...

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Balneário Osvaldo Cruz, Iraí

O Balneário Osvaldo Cruz foi construído sobre uma fonte de água mineral termal, alcalina, clorosulfatada e bicarbonatada, com temperatura de 36,5 graus. Tal fonte foi descoberta no início do século passado.
Interior do Balneário Osvaldo Cruz, em Iraí
Interior do Balneário Osvaldo Cruz, em Iraí

O Balneário Osvaldo Cruz foi inaugurado em 1935. E seu formato lembra as arenas romanas. A estrutura do balneário foi projetada assim para suportar as frequentes enchentes da várzea do Rio Mel.

Banheira do Balneário Osvaldo Cruz
Banheira: Balneário Osvaldo Cruz

O balneário oferece piscinas e diversos tipos de banho com água mineral. Além do banho natural, há o banho aquecido, as hidromassagens normal e aquecida, a ducha escocesa e a lamaterapia.

Localização: Parque Osvaldo Cruz, Iraí.
Aberto das 8h30 às 11h e das 14h às 17h30.

Veja também...
Parque e Balneário Osvaldo Cruz, em Iraí

Iraí, Rio Grande do Sul

A cidade de Iraí fica no noroeste do RS, a 435 km de Porto Alegre. Com cerca de 10 mil habitantes, a Iraí destaca-se pelo seu ótimo potencial hídrico. E conta com um balneário e hoteis de águas termais.
Cidade de Iraí, no mapa do Rio Grande do Sul
Iraí, Rio Grande do Sul

O potencial turístico de Iraí está na Rota das Águas e Pedras Preciosas. Este roteiro envolve, também, Frederico Westphalen e Soledade. Ametista do Sul, a 28 km de Iraí, abriga a maior jazida de pedras ametistas do mundo.

Mais águas são encontradas no Salto do Yucumã, distante 100 km de Iraí. O Parque Estadual de Turvo foi criado em torno dessas impressionantes quedas d’água. Fica na cidade de Derrubadas.

Balneário Osvaldo Cruz, Iraí
Balneário Osvaldo Cruz, Iraí

O maior tesouro de Iraí foi encontrado no fim do século XIX. Na ocasião, partidários da Revolução Federalista rumavam para o norte do RS. Perto das barrancas do Rio Uruguai, eles encontraram um pântano com fontes de águas quentes e frias.

As fontes, que brotavam com força, são as águas minerais de Iraí. E a cidade teve o seu desenvolvimento impulsionado por elas. O Balneário Oswaldo Cruz, que atrai turistas desde a década de 1930, foi construído sobre uma das principais fontes.

Mapa de Iraí adaptado do Wikipedia.

Rio Mel, no Parque Osvaldo Cruz
Rio Mel, no Parque Osvaldo Cruz

Distâncias
Carazinho – 205 km
Caxias do Sul – 380 km
Chapecó – 85 km
Curitiba – 700 km
Florianópolis – 590 km
Passo Fundo – 210 km

terça-feira, 28 de maio de 2013

Igrejas, Macaco e Ponte de Iraí

Deixei o Parque Osvaldo Cruz com a ideia de ir à Reserva Indígena. O que vi eram casas de madeira comum. Retornei, assim, para o centro de Iraí. Ali vi a Igreja Matriz e a Igreja Evangélica. Depois, segui à divisa do Rio Grande do Sul com Santa Catarina.
Macaco em Quiosque na Estrada, em Iraí
Macaco em Quiosque na Estrada, em Iraí

Continuação de...
Parque e Balneário Osvaldo Cruz, em Iraí


Nutro um gosto especial pela história. Não que eu seja um estudioso do assunto. Apenas reconheço o valor do passado. As nossas raízes. A nossa cultura. A nossa história. E isso me faz sempre lamentar ao ver ou entrar em contato com os índios.

Longe de querer fazer qualquer discurso ufanista. Também não quero que os índios abram mão de uma razoável qualidade de vida. Porém, ver índios com camisa do Flamengo, causa jeans e antena parabólica me incomoda. É a negação extrema de uma cultura...

Macaco Próximo à Ponte da Integração, Iraí
Macaco Próximo à Ponte da Integração, Iraí

Talvez esse afastamento em relação às raízes seja mais claro entre os índios. Os negros, de uma forma ou de outra, buscam resgatar as suas origens. Por vezes, de forma caricata, é bem verdade. Os índios parecem, porém, querer se livrar de sua cultura...

Deixei rapidamente a área da reserva e retornei ao centro de Iraí. As opções eram escassas. Na cidade era feriado. Assim, muitos prédios estavam fechados. Contentei-me em fotografar a fachada da Igreja Matriz e da Igreja Evangélica.

Igreja Matriz de Iraí
Igreja Matriz de Iraí


Ponte da Integração e Macaco

Também não tive sorte no Centro de Informações Turísticas. Parti em direção à divisa com Santa Catarina. A Ponte da Integração, sobre o Rio Uruguai, liga os dois estados. Tem 1.003 metros. O Restaurante Panorâmico, no lado gaúcho, oferece um bela vista do local...

Fiquei uma meia-hora revisando anotações e tirei fotos de um macaco. Haviam me dito que o Centro de Informações abriria as 14h. E como eram só 13h15, precisava passar o tempo. Tentei ligar para o Parque do Turvo e meu telefone estava sem sinal.

Ponte da Integração, RS e SC
Ponte da Integração, RS e SC


Tentativa de Contato com o Parque de Turvo

Retornei ao centro de Iraí, mas o Centro de Informações permanecia fechado. Consegui ligar para o Parque do Turvo. Fui informado que o nível do rio estava muito alto. Assim, as quedas do Salto do Yucumã não podiam ser vistas. Tive de desistir da visita local.

Planejei uma viagem de 9 dias, cujo ponto alto seria o Yucumã. E ter de desistir do local é um golpe forte. A funcionária do parque disse que a melhor época para visitar é, no verão. Terei de planejar isso e fazer uma viagem contemplando só o Yucumã...

Macaco em Iraí, Perto da Divisa com SC
Macaco em Iraí, Perto da Divisa com SC


De Iraí para Erechim

Deixei Iraí em direção a Planalto. Até lá são 34 km. Os 13 primeiros, em estrada de chão. De Planalto, segui para Erechim, passando por Nonoai. Ali, enchi o tanque. No caminho para Erechim, passei ainda por São Valentim e Barão do Cotegipe.

Os hoteis em Erechim são mais caros. Acabei, por acaso, achando a Pousada Central, do Luciano. As acomodações são bem modestas. O suficiente, porém, para tomar um banho e descansar um pouco. Por quase 3h o Luciano, uma amiga dele e eu ficamos batendo papo...

Contabilidade do Dia
Gasolina no Posto da Colina, em Nonoai
Bolachas em Erechim = R$ 2,78
Pousada Central = R$ 40,00
Total = R$ 107,28

Parque e Balneário Osvaldo Cruz, em Iraí

Deixei Ametista do Sul com destino a Iraí. No caminho, passei por Frederico Westphalen. Mas eu não entrei na cidade. Pois já havia a conhecido no dia anterior. Cheguei a Iraí e fui direto para o Balneário Osvaldo Cruz, o principal atrativo da cidade.

Pomona, no Parque Osvaldo Cruz, em Iraí

Iraí fica na divisa do Rio Grande do Sul com Santa Catarina. E lembro de ter ido a cidade, quando pequeno. Devia ter uns 8 ou 9 anos, na época. Assim, essa visita teve um pouco de nostalgia. E procurei por lugares dos quais vagamente eu me lembrava.


Hotel Balneário e Balneário Osvaldo Cruz

Lembrava que havíamos ficado em um hotel próximo ao balneário. Ao irmos para o balneário descíamos uma pequena lomba. À esquerda, ficava um rio. E no caminho havia índios vendendo artesanato. Meus pais compraram um arco-e-flecha para mim. Devo ter incomodado muito!

Hotel Balneário, em Iraí, RS

O hotel continua lá. É o Hotel Balneário! Só não vi os índios. Passei, rapidamente, pelo balneário. Ele já estava fechando. O local fecha às 11h30 e abre, novamente, às 15h. Assim, entrei, na corrida, para as fotos de praxe...


Parque Osvaldo Cruz

O Balneário Osvaldo Cruz fica em um parque com o mesmo nome. O parque possui pequenas trilhas próximas ao Rio Mel. Identifiquei ali a Pomona, ninfa dos bosques. Também é legal reparar as datas das enchentes nas paredes externas do balneário.

Datas de Enchentes, no
Balneário Osvaldo Cruz

Nas últimas semanas, choveu muito na região. No dia em que visitei o parque, havia sol. Mesmo assim, as trilhas estavam molhadas, com poças d´água e muito barro. Isso limitou um pouco a exploração. Vi a Ilha dos Amores e um pequeno degrau de água no rio...

Rio Mel, no Parque Osvaldo Cruz, Iraí

O relato segue com...
Igrejas, Macaco e Ponte de Iraí

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Dutra Mineração – Garimpo Ativo, Ametista do Sul

Na Mina Dutra ou Dutra Mineração), você poderá fazer a Trilha Ecológica, que acaba no garimpo em atividade. Nele, demonstram-se técnicas de extração de pedras. Com o uso de máquinas e de explosivos.
Mina Dutra (Mineração Dutra), Ametista do Sul
Mina Dutra (Mineração Dutra), Ametista do Sul

Localização: a 1.300 metros do centro de Ametista do Sul.

Veja também...
Visita à Mina Ativa de Ametista do Sul

Shopping das Pedras, Ametista do Sul

O Shopping das Pedras, da Rede Amethiste, em Ametista do Sul, tem mais de 20 lojas. Estas oferecem lembranças em pedras, em modelos diversos. São jóias e artesanatos, assim como vinhos da cantina municipal.

Shopping das Pedras, em Ametista do Sul
Shopping das Pedras, em Ametista do Sul

Localização: Avenida Bento Gonçalves, s/n. A 2 km do centro de Ametista do Sul. Na saída para Frederico Westphalen.

Veja também...
Vinhos na Antiga Mina de Ametista do Sul, na Vinícola Ametista

domingo, 26 de maio de 2013

Vinícola Ametista, Ametista do Sul

As safras de vinho são amadurecidas e refinadas nas galerias de um antigo garimpo de ametista. Após percorrer os 320 metros das galerias subterrâneas, você poderá degustar vinhos e frios. Dentro da mina ou na loja.

Vinícola Ametista, em Ametista do Sul
Vinícola Ametista, em Ametista do Sul

Ágata (vinhos finos) – Cabernet Sauvignon, Sauvignon Blanc, Tannat.
Jazida (vinhos de mesa) – Bordô, Goethe, Tinto Especial.

Localização: RS 591 – Km 10, a 2.700 metros do centro de Ametista do Sul.
Telefone: (55) 3752 1066

Pirâmide Esotérica, Ametista do Sul

A Pirâmide Esotérica também é conhecida como Pirâmide de Energização. Este local sustenta o poder mágico de alguns minerais. E proporciona momentos de paz interior em meio à magia das pedras. Isso, ao menos, é o que pregam os esotéricos. 
Pirâmide Esotérica, em Ametista do Sul
Pirâmide Esotérica, em Ametista do Sul

Localização: centro de Ametista do Sul, em frente à Igreja São Gabriel.


sábado, 25 de maio de 2013

Igreja São Gabriel, Ametista do Sul

A igreja de Ametista do Sul, dedicada ao Arcanjo Gabriel, ostenta em suas paredes 40 toneladas de ametista. A Igreja de São Gabriel possui a única fonte batismal em um geodo gigante de ametista.  

Fonte Batismal em Geodo Gigante de Ametista
Fonte Batismal em Geodo Gigante de Ametista

Igreja São Gabriel, em Ametista do Sul
Igreja São Gabriel, em Ametista do Sul

Localização: Rua Itapajé – Centro, Ametista do Sul.

Pinturas no Interior da Igreja de Ametista do Sul
Pinturas no Interior da Igreja de Ametista do Sul

Ametista Parque, Ametista do Sul

Exibe a mais valiosa coleção de minerais e cristais de rocha de toda a América do Sul. Ao todo, são mais de 1.500 minerais. As peças expostas no museu são únicas. Conhecer garimpos, sua história e a maneira como as ametistas são extraídas do interior das furnas é uma experiência inesquecível.

Vasos de Uma Loja do Ametista Parque
Vasos de Uma Loja do Ametista Parque

A visita ao museu acaba em um passeio pelas galerias subterrâneas de uma antiga mina. São mais de 200 metros de profundidade no interior da rocha. Ao concluir a caminhada pelas galerias, você sairá no espaço destinado às lojas. Ali você poderá comprar lembranças feitas com diferentes tipos de pedra.

Localização: Rua Jorge Bassi, s/n – Bairro Aparecida, a 1.800 metros do centro de Ametista do Sul.
Telefone: (55) 3752 1158
Funcionamento: diariamente, das 9h às 12h e das 13h às 18h.

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Ametista do Sul, Rio Grande do Sul

Fica no noroeste do RS, a 28 km de Frederico Westphalen e de Iraí e a 450 km de Porto Alegre. Ametista do Sul é considerada “capital mundial da pedra ametista”. E oferece vários atrativos relacionados à pedra preciosa.

Túnel Dentro da Mina, no Ametista Parque
Túnel Dentro da Mina, no Ametista Parque 


Nos garimpos, Ametista do Sul encontra a sua identidade. Os agricultores que colonizaram a região encontraram as primeiras pedras na década de 1930. E com o fim da II Guerra Mundial o interesse pela exploração aumentou.

Em Ametista do Sul são extraídas quase 2 mil toneladas de pedras por ano. As principais são ametista, topázio e ágata. Cerca de 90% das pedras preciosas e semipreciosas é exportada. Principalmente, para China e Taiwan.

Pedras no Interior da Igreja de Ametista do Sul
Pedras no Interior da Igreja de Ametista do Sul


Ametista, na Mitologia

A mitologia grega conta que Baco quis se vingar de uma ofensa. E jurou de morte o primeiro ser que encontrou. Este ser foi a ninfa Ametista. 

Para se salvar, ela buscou a proteção de Diana, que a transformou em uma pedra branca e pura. Arrependido, Baco rendeu-lhe homenagem derramando vinho sobre seu corpo.


Atrativo de Ametista do Sul

Dois lugares destacam-se em Ametista do Sul. A Igreja de Ametista fica na praça central. E tem as paredes internas cobertas por ametistas. Outro lugar interessante é o Ametista Parque.

Mesa de Pedra, no Shopping das Pedras
Mesa de Pedra, no Shopping das Pedras

No parque, você conhecerá o acervo de pedras raras. Poderá visitar a antiga mina, passando por galerias subterrâneas de 200 metros de profundidade. A visita acaba na loja, onde você poderá comprar lembranças de pedras.


Atrações de Ametista do Sul

Igreja São Gabriel, a Igreja das Pedras, Símbolo de Ametista do Sul
Igreja São Gabriel, a Igreja das Pedras,
Símbolo de Ametista do Sul

Distâncias
Caxias do Sul – 380 km
Chapecó – 90 km
Curitiba – 580 km
Florianópolis – 650 km
Gramado – 440 km
Passo Fundo – 170 km
Pelotas – 600 km
Rio de Janeiro – 1.425 km
Santa Maria – 310 km

Visita à Mina Ativa de Ametista do Sul

Assim como no dia anterior, havia definido um plano A e um plano B. O plano A era ir a Derrubadas, para conhecer o Salto do Yucumã. Mas isso dependia de o dia nascer com sol. Se chovesse, seguiria o plano B, que era acabar de conhecer Ametista do Sul e partir para Iraí.
Extração de Geodo de Ametista, na Mina Dutra
Extração de Geodo de Ametista, na Mina Dutra

Loja de Pedras Preciosas LP

O dia amanheceu com sol. E a perspectiva era de que o dia assim se mantivesse. Mas, ressabiado com os últimos dias, nos quais sempre choveu, optei pelo plano B. Iniciei minha peregrinação conhecendo a LP, uma fábrica e loja de produtos feitos de pedras.

A loja impressiona tanto pelo tamanho como pela variedade de itens criados a partir das pedras. Predominam os geodos de ametista, em estado bruto. Você verá, também, esculturas com ônix, pedra sabão e até com madeira. Algumas não são confeccionadas ali...

Há as esculturas retratando animais, como araras, elefantes, cavalos corujas. Cada uma delas com diferentes tipos de pedra. Chamaram a minha atenção as esculturas de vasos feitos com ônix. Esta pedra é encontrada na Argentina e no Paquistão.


Visita à Mina Dutra

Deixei a loja e parti para a Secretaria de Turismo. Ali perguntei se a visitação à mina poderia ser feita naquela manhã. Geralmente, essas visitas são feitas à tarde e com grupos maiores. Mesmo assim, elas conseguiram viabilizar a empreitada.

Uns poucos minutos depois, apresentei-me ao Valdir. Ele acompanha os grupos que visitam a mina (garimpo). Como eu estava sozinho, o passeio foi reduzido. Conheci a mina menor. Os grupos conhecem a maior e o Valdir demonstra como é feita a explosão.

Percorre-se uma pequena trilha em meio à mata, até a entrada desta mina. São somente 300 metros de caminhada. A mina menor é a da esquerda. Em função das fortes chuvas, havia um gotejar na entrada. Um gotejar que praticamente nem molha a roupa...

Um minerador estava perfurando um geodo de ametista. O barulho é intenso. O Valdir pediu que ele vestisse uma capa amarela antes de eu fotografar. Tipo uma capa de cozinheiro. Pelo visto, o minerador não usava todos os equipamentos de segurança...


Para furar os geodos, eles usam uma ferramenta a qual chamam de martelo. Mas ela parece mais uma pequena britadeira ou uma grande furadeira. Deve-se ter cuidado com a força aplicada. Alguns geodos têm uma "casca" grossa. Outros, uma "casca" fina.

Dezenas de minas da cidade e da região foram fechadas por não se adequarem às novas normas de segurança. O teto deve ter ao menos 1,90 metros de altura. A iluminação deve ficar junto ao teto. E o uso de água é obrigatório para evitar a silicose.

Retornamos por uma estrada de terra. Ali passam os caminhões para levar os geodos. Fiquei conversando ainda por uns 20 ou 30 minutos. Deixei o local e retornei para Frederico Westphalen, para seguir até Iraí. Antes de deixar Ametista do Sul, comprei uma água.

O relato segue com...
Parque e Balneário Osvaldo Cruz, em Iraí

Contabilidade do Dia
Água Mineral com Gás 2 L = R$ 2,60
Total = R$ 2,60

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Vinícola Ametista: Vinhos em Uma Antiga Mina de Ametista do Sul

Após deixar a Igreja de Ametista do Sul conheci a Vinícola Ametista e o Shopping das Pedras. A vinícola destaca-se pela originalidade. O processo de envelhecimento dos vinhos é feito no interior de antigas minas. Já o shopping reúne diversos produtos de pedras preciosas.
Pirâmide Esotérica, Ametista do Sul
Pirâmide Esotérica, Ametista do Sul

Continuação de...
Igreja de Pedras Preciosas em Ametista do Sul

Ao deixar a igreja, passei na Secretaria de Turismo. Depois, dei uma rápida conferida na Pirâmide Esotérica. Havia decidido ficar na cidade e precisava escolher um hotel. Apesar de pequena, a cidade tem dois hoteis e uma pousada...

Acabei visitando apenas o Hotel Ferrari. Decidi ficar ali, mas antes ia até a vinícola. Minha ideia era passar, na volta, no shopping e numa loja mais no centro. Em função do tempo, acabei deixando de ir até a loja. Talvez, eu vá amanhã de manhã...

Entrada da Mina na Vinícola Ametista
Entrada da Mina na Vinícola Ametista

Quanto à Vinícola Ametista, a sua grande sacada é a visita guiada à mina. É ali que é feito o envelhecimento dos vinhos. A temperatura é a mais adequada possível. No inverno e no verão, ela se mantem na entre 16 a 18 graus. Temperatura ideal para conservação do vinho...

A mina possui 300 metros. E muitas galerias foram fechadas, para se encurtar o roteiro. Você passará por 15 pontos onde as garrafas de vinho são acomodadas para o envelhecimento. Interessante reparar restos de perfurações e pedaços de pedras preciosas nas paredes...

Resquícios de Pedras na Vinícola Ametista
Resquícios de Pedras na Vinícola Ametista

Após percorrer a mina, uma atividade mais prazerosa. Degustar nove tipos de vinho produzidos na vinícola. Depois deles, um suco de uva. Acabei levando um cabernet sovignon e um suco de uva. E de brinde, ganhei um corte de ametista...

Deixei a vinícola e segui para o Shopping das Pedras. Dei uma rápida circulada pelo local, pois o cansaço estava batendo. Havia acordado pelas 6h30. E não comia nada desde as 7h30. Assim, aqueles poucos goles de vinho surtiram efeito...

Geodo de Ametista no Shopping
Geodo de Ametista no Shopping
Contabilidade do Dia
Vinho Cabernet Souvignon - Vinícola Ametista = R$ 22,00
Suco de Uva - Vinícola Ametista = R$ 8,00
Visita Guiada à Mina - Vinícola Ametista = R$ 5,00
Hotel e Restaurante Ferrari = R$ 30,00
Total = R$ 65,00

Igreja de Pedras Preciosas em Ametista do Sul

Ao deixar o Ametista Parque, segui ao centro de Ametista do Sul. Procurava pela Igreja Revestidade Pedras, cartão postal da cidade. E essa igreja impressiona, tanto pelas pedras como pelas pinturas. Na praça em frente à igreja, a Pirâmide Esotérica.

Pintura Atrás do Altar da Igreja de Pedras, em Ametista do Sul
Pintura Atrás do Altar da Igreja de
Pedras, em Ametista do Sul

Continuação de...
Curiosidades do Ametista Parque, em Ametista do Sul

A igreja estava fechada! Segui, assim, a orientação do porteiro do Ametista Parque. Passei na casa atrás da igreja e bati palmas. Logo, apareceu uma senhora. Ela pediu que eu esperasse em frente à porta principal. Instantes depois, abriu a igreja.

Fachada da Igreja de Ametista do Sul
Fachada da Igreja de Ametista do Sul

A construção é recente. Tem somente 6 anos. O município também  é bem novo. Ametista do Sul foi emancipada há apenas 20 anos. Eu inicio assim, numa tentativa de justificar o estado de conservação e a beleza desta igreja...

É claro: o que mais impressiona é a quantidade de pedras preciosas. O curioso é ouvir que a igreja ainda não está pronta. Afinal, ela tem "só" 40 toneladas de pedras preciosas. A meta é chegar a 50! Com o perdão do gracejo, trata-se de um preciosismo...

Igreja São Gabriel, em Ametista do Sul: Paredes com 40 Toneladas de Pedras Preciosas!
Igreja São Gabriel, em Ametista do Sul:
Paredes com 40 Toneladas de Pedras Preciosas!

Não bastasse a beleza dessas pedras, o interior da igreja é decorado ainda por lindas pinturas. Elas foram feitas por dois catarinenses, pai e filho. Tirei algumas fotos em seu interior e uma em frente ao altar. Difícil imaginar onde irão colocar mais 10 toneladas de pedras...

Deixei a igreja e dei uma passada na Secretaria de Turismo, na praça em frente. Recebi panfletos. E ganhei até um saquinho com pedras preciosas. Elogiei o serviço. Já visitei cidades com péssimos serviços de atenção ao turista, como Guarapari e Gramado...

Pintura no Teto da Igreja de Ametista do Sul
Pintura no Teto da Igreja de Ametista do Sul

Na mesma praça, fica a Pirâmide Esotérica, conhecida também como Pirâmide de Energização. O nome não parece deixar dúvidas. Cético, evidentemente, não visitei o local buscando novas energias. Buscava apenas contemplar as pedras dispostas em seu interior...

Pirâmide de Energização, Ametista do Sul
Pirâmide de Energização, Ametista do Sul

O relato segue com...
Vinhos em Antiga Mina de Ametista do Sul, na Vinícola Ametista

Contabilidade do Dia
Visita à Igreja = R$ 5,00
Total = R$ 5,00

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design