sexta-feira, 12 de outubro de 2012

O Retorno de Aguas Calientes para Cusco [Peru]

Nas postagens anteriores registrei as aventuras no topo da montanha Machu Picchu e o golpe sofrido num restaurante em Aguas Calientes. Para encerrar nossa passagem por Machu Picchu, falarei sobre nossa tensa saída de Aguas Calientes e o retorno a Cusco.

Despedida de Machu Picchu, no Peru!
Despedida de Machu Picchu, no Peru!

Continuação de...
Golpe Sofrido em Aguas Calientes


Banho Gelado na Recepção do Hotel

Ao retornarmos de Machu Picchu, nossas diárias já haviam sido encerradas. As bagagens haviam ficado na recepção do hotel, atrás do balcão. Havíamos deixado lá, antes de partir para Machu Picchu, cedo pela manhã. E antes de pegarmos o ônibus, compramos uns sanduíches, conforme já relatei.

Não sei bem quem teve a ideia de ver se conseguíamos, pelo menos, tomar um banho. O trekking, por si só, já faz suar. Se considerarmos que, a maior parte do tempo, nós ficamos embaixo do sol, a situação era crítica. Assim, a recepcionista disse que havia um chuveiro frio que poderíamos usar.

Quando se falou em tomar banho, todo mundo curtiu a ideia. Quando se viu que a água era, todo mundo quis passar a vez: “Ah, pode ir primeiro”. E o André acabou nem encarando o banho. Diante da evasiva dos colegas, fui o primeiro a enfrentar aquele banho frio...

Na verdade, aquela água era gelada! Nós até brincamos que era a água do Rio Urubamba, vinda das geleiras dos Andes. Mas, no fim das contas, foi o banho que deu uma revigorada... Mal imaginávamos o estresse que iríamos passar pouco depois com o rolo no restaurante...


De Aguas Calientes a Cusco, Passando por Ollantaytambo

Acabamos deixando Aguas Calientes de trem, rumo a Ollantaytambo. O trajeto foi o mesmo da ida, mas no sentido contrário e com o trem todo cheio. Viajar com o trem vazio é bem tranqüilo. Com ele cheio, percebe-se a limitação do espaço para as pernas e bagagens e o calor que é ali dentro...

De Ollantaytambo até Cusco, seguimos de van. E no meio do caminho, nós paramos na planície de Anta, no Vale Sagrado. A ideia era apreciar ali a Via Láctea, algo que, a princípio faríamos em Ollantaytambo, na viagem de ida. A temperatura de quase zero grau fez com que a apreciação fosse breve...

Chegamos a Cusco por volta das 23h. Meus pais e eu seguimos direto para o restaurante El Mesón de Don Tomás. E ali tomamos uma dieta de pollo, algo como uma sopa de frango. Ainda tomei uma limonada. Retornamos para o hotel, pois o dia seguinte seria livre e nós queríamos aproveitá-lo ao máximo...

Contabilidade do Dia
Banho na recepção do hotel = 10 solis (paguei como agradecimento)
Inka Cola na Estação Ferroviária de Ollantaytambo = 4 solis
Restaurante El Mesón de Don Tomás em Cusco = 25 solis
Total = 39 solis

0 comentários:

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design