quinta-feira, 31 de maio de 2012

Circulo Militar de Buenos Aires - Antigo Palácio Paz

O Palácio Paz, atual Círculo Militar, é um dos edifícios mais notáveis no estilo "beaux arts", do início do século XX (Escola de Bellas Artes de Paris). É provavelmente a maior residência particular já construída em Buenos Aires

O jazigo da família Paz é um dos mais importantes do Cemitério da Recoleta. Foi erguido após a morte trágica de seu filho.  
Sala de Espelhos do Palácio Paz, em Buenos Aires
Sala de Espelhos do Palácio Paz


José Clemente Paz e O Diário La Prensa

José Clemente Paz (1842-1912) foi escritor, deputado e diplomata. Fundou o diário "La Prensa". Passou vários anos na Europa, a partir de 1882. 

Paz retornou, em 1894, e conduziu a construção da nova base do diário. Este se tornou o edifício jornalístico mais importante do mundo, naquele momento. Destacava-se pelo tamanho, complexidade, qualidades técnicas e artísticas. Tudo veio de Paris. 


No início do século XX, José C. Paz deixou o diário aos cuidados do filho Ezequiel P. Paz (1870-1949). Regressou à França, onde desfrutou todo o apogeu da "belle époque" e planejou a construção de sua grande residência portenha. 

Ezequiel Paz presidiu o diário "La Prensa", até 1942. Este foi o período de maior apogeu econômico da empresa familiar.  

Sala de Jantar do Palácio Paz, Buenos Aires
Sala de Jantar do Palácio Paz, Buenos Aires



O Arquiteto e A Construção

Louis-Marie Henri Sorthais (1860-1911) foi o arquiteto eleito para planejar o palácio. Formou-se na Escola de Bellas Artes de Paris. E obteve o Gran Prix de Rome, em 1890. 

Ele concebeu um espetacular edifício, de imponentes dimensões. Havia entradas pela Avenida Santa Fé e Marcelo T. de Alvear, além de um acesso pela Rua Maipu. 

O interior do Palácio Paz recria estilos históricos, desde a Idade Média até o Segundo Império. São dez séculos de arquitetura francesa.
 

Um dos Corredores do Palácio Paz, em Buenos Aires
Um dos Corredores do Palácio Paz


A Morte de José C. Paz e A Divisão do Palácio

José Paz pretendia que sua residência fosse uma versão argentina do Palácio do Eliseo. O prédio reflete ainda suas aspirações presidenciais. Mas quando faleceu, em 1912, ele ainda não estava pronto. 

O Palácio Paz foi ocupado no início da I Guerra Mundial. Ezequiel ocupou a área sobre a Marcelo T. Alvear. A irmã, Zelmira, a ala sobre a Santa Fé. E o filho desta, Alberto Gainza Paz, o setor sobre a Maipu. 

Zelmira Paz foi casada primeiro com o engenheiro Alberto Ganza. E depois, com Aarón Anchorena. Reunia em sua casa as mais diversas personalidades da política, das letras e das artes, emulando o estilo da vida de salão, do qual participou na França. 


O Palácio Paz foi vendido ao Estado argentino em 1938, sendo ocupado, atualmente, pelos militares.


A Entrada do Atual Círculo Militar de Buenos Aires
A Entrada do Atual Círculo Militar

Localização: Avenida Santa Fe, 750, Retiro. 
Site: www.circulomilitar.org


Veja também...
Palácios, Plaza San Martín e Torre Monumental, Buenos Aires

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Basílica Nuestra Señora de la Piedad, Buenos Aires

Em 1866, os arquitetos Nicholas e José Canale foram escolhidos para projetar e construir o templo. E Carlos Enrique Pellegrini foi nomeado o engenheiro consultor. Enfim, em 1895, Basílica Nuestra Señora de la Piedad acabou sendo inaugurada.
Basílica Nuestra Señora de la Piedad, Buenos Aires
Basílica Nuestra Señora de la Piedad, Buenos Aires


Esta grandiosa obra, com 70 metros de profundidade e 30 de largura fica localizada em uma rua muito estreita. Está dividida em três naves de duplas cruzes. E entre 1871 e 1873 foram construídas as cúpulas. 

São Paulo, na Basílica Nuestra Señora de la Piedad, Buenos Aires
São Paulo

O interior encontra-se impecável, destacando-se a cúpula e o altar-mor. Este foi desenhado pelo diretor da Academia de Bellas Artes de Carrara. A imagem de Nossa Senhora da Piedade é uma réplica da encontrada no cemitério de Siena, na Itália.

São Pedro, na Basílica Nuestra Señora de la Piedad, Buenos Aires
São Pedro

Veja também...
O Pensador e Basílica Nossa Senhora da Piedade, Buenos Aires

Plaza del Congreso, Buenos Aires

Localizada na extremidade oeste da Avenida de Mayo, a praça é dominada pelo edifício de arquitetura greco-romana do Congresso

Plaza del Congreso, Buenos Aires: Monumento a los Dos Congresos e Congresso
Monumento a los Dos Congresos e Congresso

O maior destaque da Plaza del Congreso é, sem dúvida, o exuberante Monumento a Los Dos Congresos, uma série de esculturas alegóricas colocadas sobre degraus de granito. Em frente a ele, um belo chafariz.

Plaza del Congreso, Buenos Aires: A Figura da República no Topo do Monumento
A Figura da República no Topo do Monumento

Em seu topo está a triunfante figura da República. Há também estátuas representando antigas assembleias constituintes e características naturais da Argentina.

Veja também...
Congreso de la Nación e Monumento a los Dos Congresos, Buenos Aires
O Pensador e Basílica Nossa Senhora da Piedade, Buenos Aires

Congreso de la Nación, Buenos Aires

Sede do Poder Legislativo da Argentina, este imponente edifício abriga a Câmara dos Deputados e a Câmara de Senadores. 

As Belas Colunas Neoclássicas do Congreso de la Nación, Buenos Aires
As Belas Colunas Neoclássicas do Congresso

Cúpula do Congreso de la Nación, Buenos Aires
Cúpula do Congresso Nacional

O Congreso de la Nación encanta por suas colunas neoclássicas e sua cúpula de cobre.

A Elegante Biblioteca do Congreso de la Nación, Buenos Aires
A Elegante Biblioteca do Congresso Nacional

Visão Lateral do Congreso de la Nación, Buenos Aires
Visão Lateral do Congresso Nacional

Veja também...
Congreso de la Nación e Monumento a los Dos Congresos, Buenos Aires

terça-feira, 29 de maio de 2012

Retiro: Cenotafio a los Caidos em Malvinas e Museo de Arte Histoamericano

Após passarmos pelos Palácios Paz e Anchorena, cruzamos a Plaza San Martín, rumo à Torre Inglesa. No caminho, tiramos algumas fotos do Monumento al General San Martin y A Los Ejercitos de Los Andes. Na própria praça fica um memorial em referência aos mortos na Guerra das Malvinas. Dali seguimos para o Museo de Arte Histoamericano Isaac Fernandez Blanco. 


Museo de Arte Histoamericano Isaac F Blanco, Buenos Aires
Museo de Arte Histoamericano Isaac F Blanco



Cenotafio a los Caidos en Malvinas

Concluí a postagem anterior falando sobre a Torre Inglesa. Mas não falei sobre uma grande polêmica em torno do monumento. A questão é que durante a Guerra das Malvinas, entre Argentina e Inglaterra, cogitou-se derrubá-lo... 

Cenotafio a los Caidos en Malvinas, Buenos Aires
Cenotafio a los Caidos en Malvinas

É claro, isso não aconteceu. Em compensação foi criado um memorial em homenagem aos soldados argentinos mortos nesta guerra. E o memorial fica bem em frente à Torre Inglesa...

Soldados Guarnecem o Cenotafio, Buenos Aires
Soldados Guarnecem o Cenotafio

O Cenotafio a Los Caidos en Malvinas fica na Plaza San Martín. Quer dizer, a conotação política do memorial não poderia ser mais evidente! 

Bandeira da Argentina Erguida no Cenotafio, Buenos Aires
Bandeira da Argentina Erguida no Cenotafio

Em primeiro lugar, por ficar em uma praça que homenageia San Martín, o libertador da Argentina. Um herói nacional. O herói da Independência. 

Um Memorial à Guerra das Malvinas, Buenos Aires
Um Memorial à Guerra das Malvinas

Em segundo lugar, por este monumento em homenagem à guerra contra a Inglaterra ficar exatamente em frente à Torre Inglesa. Fotografamos o Cenotáfio, com os soldados em guarda à frente.


Prédios ao Redor da Plaza San Martín

As principais praças de Buenos Aires são cercadas por construções importantes. Este é o caso da Plaza de Mayo e da Plaza del Congreso. Com a Plaza San Martín não poderia ser diferente...

O Monumento Alem, Buenos Aires
O Monumento Alem

Ao seu redor estão o Palácio Paz e o Palácio Anchorena. Além da Torre Inglesa e do Edifício Kavanagh, o primeiro arranha-céu de Buenos Aires. Por fim, dentro da praça, há a homenagem ao general San Martín e aos soldados mortos na Guerra das Malvinas.

Edifício Kavanagh, Buenos Aires
Edifício Kavanagh, Buenos Aires


Museo de Arte Histoamericano Isaac Fernandez Blanco

Após o almoço, seguimos para o Museo de Arte Histoamericano Isaac Fernandez Blanco. O museu funciona no Palácio Noel, um casarão em estilo colonial, construído em 1922, pelo arquiteto Martín Noel. 

Palácio Noel, em Buenos Aires - Hoje, Museu de Arte Histoamericano
Palácio Noel: Museu de Arte Histoamericano

Seu nome é uma homenagem a Isaac Fernandez Blanco, que criou o museu a partir de sua coleção particular. Esta conta, principalmente, obras do período colonial. Os maiores destaques são a coleção de prataria (séc. XVII a XIX) e a de imagens religiosas em madeira.

Palácio Noel, em Buenos Aires - O Pátio Localizado entre Os Dois Casarões
O Pátio Localizado entre Os Dois Casarões

Além do grande acervo do museu, principalmente vinculado à arte religiosa, vale à pena circular pelo antigo palácio. Na verdade, são dois prédios. No primeiro, funciona o museu. O segundo estava fechado. 

Palácio Noel, Buenos Aires: Construído em 1922, por Martín Noel
Palácio Noel: Construído em 1922, por Martín Noel

Entre os dois casarões, um pequeno pátio. Ao lado, um gramado e algumas árvores. Faça valer o seu ingresso – que no caso é bem barato – e circule pelo local. Os casarões, ao menos externamente, foram restaurados. É um ótimo local para tirar fotos, já que dentro do museu não é permitido...

Pátio no Fundos do Museu de Arte Histoamericano, Buenos Aires
Pátio no Fundos do Museu de Arte Histoamericano

Visitar os antigos palácios e casarões da belle époque argentina é uma das atividades mais prazerosas que você poderá fazer em Buenos Aires. A maioria deles foi convertida em embaixada ou em museu. É claro que nas embaixadas não se tem trânsito livre. Já nos museus sim. 

Escadaria nos Fundos do Museu de Arte Histoamericano, Buenos Aires
Escadaria nos Fundos do Museu de Arte

Este é o caso do Museo de Arte Histoamericano Isaac Fernandez Blanco e, principalmente, do MNAD. Assim, sempre que você tiver a oportunidade de conhecer algum, aproveite.


Iglesia Madre Admirable e Basilica de Nuestra Señora del Socorro

Após visitar o museu, retornamos para o Hotel Rochester Concept. No caminho passamos pelo Colegio e Iglesia Madre Admirable e pela Basilica de Nuestra Señora del Socorro. Ambos estavam fechados. 

Colégio Madre Admirable, Retiro, Buenos Aires
Colégio Madre Admirable, Retiro, Buenos Aires


Piaf, Um Belo Musical

À noite, fomos à peça musical Piaf, no Teatro Liceo. A obra de Pam Gems foi sucesso em Londres, tendo à frente Elena Roger, vencedora do Prêmio Lawrence Oliver de melhor atriz.

Iglesia Madre Admirable, Buenos Aires
Iglesia Madre Admirable

Como ficamos sabendo da peça em cima da hora, acabamos pegando lugar somente nas galerias do último andar. Não chegou a comprometer a compreensão, afinal, tratava-se de um musical. Mas é bem alto, o que prejudica a visão do palco e chega até a dar um certo medo. 

Basílica de Nuestra Señora del Socorro, Buenos Aires
Basílica de Nuestra Señora del Socorro

De qualquer forma, quem puder vale à pena conferir alguma peça ou espetáculo em algum dos teatros de Buenos Aires. Se possível, vá ao Colón, que infelizmente estava em reforma quando estivemos na cidade.

Escultura de Nuestra Señora del Socorro, Buenos Aires
Escultura de Nuestra Señora del Socorro

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Retiro: Os Antigos Palácios de Buenos Aires. A Plaza San Martin e A Torre Inglesa

Após conhecermos a região do Congresso e garantirmos os ingressos para a peça da Edith Piaf, seguimos para o Retiro. Novamente, a nossa decisão foi estratégica: as principais construções ficavam próximas ao nosso hotel. E se voltasse a chover, estaríamos ali por perto. 
Ministerio de las Relaciones Exteriores y Culto

E começamos explorando os principais pontos turísticos do bairro: o Círculo Militar e o Ministério das Relações Exteriores; a Plaza San Martín e o Monumento ao General San Martin. Por fim, a Torre dos Ingleses.

Torre Monumental ou Torre dos Ingleses, em Buenos Aires
Torre Monumental ou Torre dos Ingleses

Continuação de...


Palácio Paz e Círculo Militar

Os prédios que abrigam o Círculo Militar e o Ministerio de Relaciones Exteriores y Culto são herança da bélle époque argentina. Os dois eram palácios, construídos no início do século passado. O Círculo Militar ocupa o antigo Palácio Paz. Construída pelo político e jornalista José Clemente Paz, continua sendo até hoje, a maior residência privada da Argentina.

Círculo Militar de Buenos Aires: O Antigo Palácio Paz
Círculo Militar: O Antigo Palácio Paz

Palácio Paz, em Buenos Aires: Maior Residência Particular Argentina
Palácio Paz: Maior Residência Particular Argentina

Por se tratar de uma área militar, não conseguimos visitar o interior do Palácio Paz. Assim, irei postar algumas fotos do palácio no tópico referente especificamente a ele. Sobre o senhor José Clemente Paz havia comentado na postagem relativa à visita que nós fizemos ao Cemitério da Recoleta. O jazigo da família de José C. Paz é um dos mais belos.

Entrada do Museu Militar de Buenos Aires
Eis a Entrada do Museu Militar... 


Palácio Anchorena e Ministerio de Relaciones Exteriores y Culto

Se não tivemos sorte com o Palácio Paz, no caso do Palácio San Martín, as coisas não foram tão ruins. O Palácio San Martín, atual sede do Ministerio de Relaciones Exteriores y Culto ocupa o antigo Palácio Anchorena. E se o Palácio Paz era a maior residência da Argentina o Anchorena era uma das mais elegantes.

Palácio San Martín, O Antigo Palácio Anchorena, em Buenos Aires
Palácio San Martín, O Antigo Palácio Anchorena

Close de Varanda do Palácio San Martín, em Buenos Aires
Close de Varanda do Palácio San Martín 

Conseguimos entrar e caminhar um pouco pelo interior do antigo Palácio Anchorena, numa espécie de pátio em formato circular. Só foi permitido ficar por ali. Não tivemos a oportunidade de conferir as salas e aposentas da antiga residência. De qualquer forma, com a pequena amostra que tivemos fica difícil conceber que aquele local tão grande fosse ocupado por apenas uma família...

Interior do Palácio San Martín, em Buenos Aires
Interior do Palácio San Martín

No Palácio Anchorena, atual Palácio San Martín, há um busto do general San Martín, heroi nacional. E foi justamente para a Plaza San Martín que seguimos ao deixar o palácio. Na verdade os dois palácios ficam em torno da praça. Quer dizer, com uma pequena caminhada você conhece os três locais...

Busto de San Martín, no Palácio San Martín, em Buenos Aires
Busto de San Martín, no Palácio San Martín


Plaza San Martín e Monumento al General San Martín

O principal destaque da Plaza San Martín, como não poderia deixar de ser, é próprio Monumento al General San Martin y A Los Ejercitos de Los Andes... O general José de San Martín é o principal nome ligado à Independência da Argentina. Assim, você verá homenagens ao general em todos os lugares. Creio que apenas Evita Perón dispute em popularidade com San Martín...

Monumento al General San Martín, em Buenos Aires
Monumento al General San Martín

Esculturas na Plaza San Martín, em Buenos Aires
Esculturas na Plaza San Martín

Quanto ao monumento, segue o padrão dos monumentos que retratam militares. Ou seja, um homem sobre um cavalo e com o braço direito estendido. É claro: a Plaza San Martín não se resume ao monumento em homenagem ao general. Há também uma área verde. Nada grande. Mas maior que a de outras praças da cidade...

Monumento da Plaza San Martín, em Buenos Aires
Monumento: O Maior Destaque da Plaza San Martín


Torre Monumental ou Torre Inglesa

Cruzamos a Plaza San Martín em direção à Torre Inglesa. O monumento, na verdade, chama-se Torre Monumental. Foi doado pela comunidade inglesa na comemoração de 100 anos da Independência da Argentina. Assim, acabou ficando conhecida com Torre Inglesa. Ouvi falar que é possível subir ao topo da torre. Quando passamos por ali, não conseguimos fazer isto...

Torre Inglesa, em Buenos Aires
A Bela Torre Inglesa

Torre Monumenta, em Buenos Aires
Presente dos Ingleses aos 100 Anos de Independência

domingo, 27 de maio de 2012

O Pensador de Rodin e Basílica Nossa Senhora da Piedade, Buenos Aires

Após concluirmos a visita guiada no Congresso Nacional e circularmos pela praça à sua frente, começamos a explorar melhor a região. O primeiro item foi a escultura O Pensador, do francês Rodin. Tiramos algumas fotos dos prédios da região, como o do Senado e seguimos para o Museu Parlamentar. Concluímos nosso giro pela região do Congresso na Basílica Nossa Senhora da Piedade, uma das igrejas com mais bela decoração na região central de Buenos Aires...

Cúpula da Basílica Nuestra Señora de la Piedad, Buenos Aires
Cúpula da Basílica Nuestra Señora de la Piedad

Continuação de...

O Pensador, de Auguste Rodin

É sempre difícil elaborar listas com os maiores destaques em uma área. De qualquer forma, se fosse elaborada uma relacionando as esculturas mais famosas de todos os tempos é muito provável que estas três figurassem nela: “Pietá” e “Davi” (Michelangelo) e “O Pensador” (Rodin). E em Buenos Aires, você poderá conferir esta última.

O Pensador, de Rodin, em Buenos Aires
O Pensador, de Rodin

Perfil de O Pensador, de Rodin, em Buenos Aires
Perfil de O Pensador, de Rodin

A obra “O Pensador”, do francês Auguste Rodin, capta a expressão do corpo humano com vigor impressionante. Rodin conseguiu demonstrar com precisão a agitação interior de um homem pensando. Há diversas réplicas autorizadas desta escultura espalhadas por parques e museus do mundo todo.

Close de O Pensador, Obra-prima de Rodin, em Buenos Aires
Close de O Pensador, Obra-prima de Rodin

Lateral Esquerda de O Pensador, em Buenos Aires
Lateral Esquerda de O Pensador

A escultura em bronze “O Pensador” fica na Praça do Congresso. Ele divide as atenções com o Monumento a Los Dos Congresos, descrito na postagem anterior. Há muito pouco – quase nada – a ser dito sobre a obra tão consagrada. Assim, o que fiz foi tirar uma série de fotos, procurando encontrar ângulos pouco explorados de “O Pensador”...

O Pensador: Vista Frontal, em Buenos Aires
O Pensador: Vista Frontal

Lateral Direita de O Pensador, em Buenos Aires
Lateral Direita de O Pensador


Senado e Confeitaria Molino

Além desta escultura e do monumento, a praça é como um satélite em torno da qual orbitam alguns prédios importantes. É bem parecido com o que ocorre com a Plaza de Mayo. No caso da Praça do Congresso, o prédio mais importante localizado à sua volta é, evidentemente, o do Congresso.

Senado da Argentina, em Buenos Aires
Senado da Argentina, em Buenos Aires

Porém, outros prédios ali localizados também merecem destaque. Dentre eles, o mais relevante é o do Senado. Se não possui a mesma beleza do Congresso, sua importância política é da mesma grandeza. Por ali também fica o prédio da antiga Confeitaria Molino, uma das primeiras de Buenos Aires.

A Confeitaria Molino, em Buenos Aires
A Confeitaria Molino


Museo Parlamentario Senador Domingo Faustino Sarmiento

A poucos passos dali, fica o Museo Parlamentario Senador Domingo Faustino Sarmiento. Verdade seja dita: o nome é muito maior que o acervo! Mas como você já estará por ali mesmo e a entrada é franca, não custa nada dar uma conferida... 

Maquinário Antigo no Museo Parlamentario Senador Domingo Faustino Sarmiento, em Buenos Aires
Maquinário Antigo

Escrivaninha Exposta no Museo Parlamentario Senador Domingo Faustino Sarmiento, em Buenos Aires
Escrivaninha Exposta no Museu Parlamentar

Neste museu você verá alguns móveis e objetos pessoais de algumas personalidades políticas, como um vestido de Eva Perón, por exemplo.

Armário com Artesanatos no Museo Parlamentario Senador Domingo Faustino Sarmiento, em Buenos Aires
Armário com Artesanatos



Basílica Nuestra Señora de La Piedad

Deixamos o museu e seguimos em direção à Basílica Nuestra Señora de La Piedad. Como registrei no início desta postagem, essa é uma das mais belas igrejas da região central de Buenos Aires. Externamente, chamam a atenção as suas colunas clássicas que dão à construção um ar mais de prédio público que de instituição religiosa.

Cúpula sobre o Altar Principal da Basílica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires
Cúpula sobre o Altar Principal da Basílica

Um dos Altares Laterais da Basílica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires
Um dos Altares Laterais da Basílica

Se as colunas poderiam geram alguma confusão, as imagens de São Pedro e de São Paulo, uma a cada lado da porta de entrada, não deixa dúvidas de que se trata de uma igreja. E bem ao alto, ainda na fachada, uma imagem da virgem com o Cristo morto deitado em seu colo. A cada lado, um anjo. E abaixo, você lê mater pietatis...

Pietà, Atrás do Altar Principal da Basílica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires
Pietà, Atrás do Altar Principal da Basílica 

Close da Escultura Pietà, na Basílica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires
Close da Escultura Pietà, na Basílica

Internamente, a igreja se mostra ainda mais bela. Novamente, uma série de colunas. Mas agora, acompanhadas de arcadas e de uma bela cúpula. Logo ao entrar ali, a imagem que mais deve chamar a sua atenção é a escultura, em mármore, da Pietà, atrás do altar. Repare na imagem do Cristo desfalecido apoiado sobre o joelho da Virgem. Enquanto ela olha desconsolada para seu rosto...

São João, na Cúpula da Basílica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires
São João, na Cúpula da Basílica Nuestra Señora de la Piedad

São Lucas, na Cúpula da Basílica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires
São Lucas, na Cúpula da Basílica Nuestra Señora de la Piedad 

Ao caminhar até a área do altar, você passará por outras imagens nas laterais da igreja. Então pare sob a cúpula e olhe para cima. Além do lustre, há oito janelas permitindo a entrada de luz. E ao redor, as pinturas dos quatro evangelistas: São João, São Lucas, São Marcos e São Mateus. Sobre o altar, uma arcada e uma pequena cúpula, com novas pinturas...

São Marcos, na Cúpula da Basílica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires
São Marcos, na Cúpula da Basílica Nuestra Señora de la Piedad 

São Mateus, na Cúpula da Basílica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires
São Mateus, na Cúpula da Basílica Nuestra Señora de la Piedad 


Por que visitar a região do Congresso?

Como disse no início da postagem anterior, decidimos conhecer a região do Congresso, por duas razões. A primeira é que à noite pretendíamos ir à peça de teatro sobre a Edit Piaf. Apesar de não ter registrado em nenhuma das postagens, passamos no Teatro Liceo e compramos o ingresso. A outra razão era o tempo chuvoso, o que privilegiava a visitação a lugares fechados...

Belas Colunas no Interior da Basílica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires
Belas Colunas no Interior da Basílica

A visita ao Congresso até estava prevista. Mas naquele caso de “se sobrar tempo”... Após conhecer o local, posso dizer que visitá-lo complementa a visita à Casa Rosada. Teríamos perdido “boa parte da história” se tivéssemos o deixado de lado. Além do prédio do Congresso, você também poderá conferir ali o Monumento a Los Dos Congresos, O Pensador e a basílica. Todos valem à pena...

Pintura na Cúpula da Basílica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires
Pintura na Cúpula da Basílica 

Virgem na Lateral da Basílica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires
Virgem na Lateral da Basílica

O relato segue com...
Palácios, Plaza San Martín e Torre Inglesa, em Buenos Aires

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design