quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Sete Quedas e Cachoeira Pai, no Sana

Após me recuperar da trilha de subida até o Peito do Pombo, iniciamos a descida. Paramos nas sequência de cachoeiras ao longo da descida: Sete Quedas, Pai, Filho e Mãe. 

Continuação de... 


A Trilha de Descida

Cachoeira das Sete Quedas, Sana
Cachoeira das Sete Quedas, Sana
A trilha de descida, até certo ponto, é mais tranquila. Porém, força mais os joelhos.

Além disto, o corpo, apesar do descanso no Peito do Pombo, estava bem cansado... 

E o sol mais forte.

Mesmo assim, chegamos nas Setes Quedas (veja a foto ao lado), por volta das 14h. 


As Sete Quedas

Para se chegar às Sete Quedas, é necessário cruzar o rio. Ali a água bate na metade da canela. Ou seja, as botas encheram de água... E permaneceram com água até que cheguei na pousada, cerca de uma hora mais tarde.

Isto foi uma dificuldade a mais na conclusão do retorno do Peito do Pombo...

Close da Cachoeira Sete Quedas, no Sana
Close da Cachoeira Sete Quedas
Pois bem: como o nome sugere as Sete Quedas consistem em uma sequência de pequenas quedas de água (veja as fotos ao lado e acima).

Não era possível banhar-se, na ocasião, nas Sete Quedas.

Em função das chuvas recentes, o volume da água subiu, tornando o local arriscado...

De qualquer forma, podia-se chegar ali e bater umas fotos interessantes.

E ver como suas águas alimentam o poço que leva à Cachoeira do Pai...


Cachoeira do Pai

Cachoeira do Pai, Sana
Cachoeira do Pai, Sana
A Cachoeira do Pai (veja a foto ao lado) forma um poço que é usado para saltos de uma pedra à sua esquerda.

A queda é de uns 15 m, aproximadamente. E a turma dá salto mortal e até ponta dali.

O poço é profundo, mas uns poucos metros para frente, fica bem raso. 

Na sequência do poço da Cachoeira do Pai inicia o Escorrega do Filho. 

Assista a um vídeo da Cachoeira do Pai.


Escorrega do Filho e Cachoeira Mãe

O Escorrega do Filho não chega a ser uma cachoeira. Ele é, na verdade, um pequeno canal, entre as rochas.

O Escorrega do Filho é usado como tobogã ou para surfar de pé sobre as rochas. E ele leva até a Cachoeira Mãe, que também é usada como um escorrega.

Cachoeira da Mãe, Sana
Cachoeira da Mãe, Sana
A maior das pessoas desce por um paredão à direita da Cachoeira Mãe (veja na foto ao lado, sob a vegetação, à direita).

Alguns malucos descem pela Cachoeira Mãe mesmo.

Olhando aquilo, parece um tanto insano. 

Na verdade, é apenas questão de costume...

Assista a um vídeo na Cachoeira Mãe.

Mas nestes momento, lamentava ter viajado só e ter de sempre calcular muito os riscos.

Uma contusão ou uma entorse poderiam levar a uma alteração drástica na minha viagem...

O Sana é um lugar fantástico de se ir com uma galera. Umas 3 a 4 pessoas são o suficiente para aumentar os recursos no caso de eventual acidente. Seja nas trilhas, seja nas cachoeiras... 


Ida Frustrada à Cachoeira do Escorrega 

Deixei a Cachoeira Mãe e passei no armazém. Tomei dois Guaraviton. Muito bom! Uma mistura de guaraná com açaí...

Segui para a Cachoeira do Escorrega. Mas desabou a maior chuvarada, com trovões e tudo... Acabei tendo que retornar, meio que na pressa, sob chuva forte! 

Ainda bem que havia conhecido a Cachoeira do Escorrega na véspera.


Contabilidade do Dia
Guia Rodrigo - Trilha do Peito do Pombo = R$ 70,00
Armazém (Sana) - Guara Viton (2) = R$ 4,00
Peçanha Lanches - Hambúrguer = R$ 3,00
Pousada Sana Dum = R$ 30,00
Gasto Diário = R$ 107,00

A Trilha até o Peito do Pombo, no Sana

Com seus 1.400 m, o Peito do Pombo é a maior atração do Sana para os aventureiros de plantão! Aqui relato minha trilha até o topo desta rocha que lembra um pombo sentado...

Continuação de


Primeiro Trecho - Trilha na Mata

Trilha na Mata até o Peito do Pombo, no Sana
Trilha na Mata até o Peito do Pombo
Passei um pouco de Sundown e saímos dali pelas 08:30. 

Um dos monitores nos acompanhou até as Sete Quedas e ia abrindo os portões das Cachoeiras.

Já o trecho inicial percebi que a trilha até o Peito do Pombo seria bem forte... 

Então, eu pensei: se o Rodrigo - que foi meu guia na trilha - estava encarando de pés descalços, não deve ser nada tão difícil!

Ledo engano! O cara era meio Highlander mesmo...

O primeiro trecho da trilha, que inclui a subida pelas cachoeiras, é de mata (veja a foto acima). No caminho, lama, poças de água, pedras, pedregulhos, árvores e raízes...

Uma subida neste tipo de terreno - pode parecer óbvio! - exige bastante do indivìduo. Na metade deste trecho incial, eu já estava suando bastante...


Segundo Trecho - Trilha no Pasto

Depois do trecho de mata, há um trecho de pasto. Ali, cruzam-se algumas porteiras e caminha-se no meio do gado.

Vista do Peito do Pombo no Trecho do Pasto, Sana
Vista do Peito do Pombo no Trecho do Pasto
O terreno é bem menos hostil, não há dúvidas!

Porém, a exposição ao sol é maior e não há fontes de água, como no trecho de mata!

Neste trecho de pasto, nós temos as primeiras visões do Peito do Pombo (foto ao lado).

Na trilha, passamos por um bananal, antes de uma ponte improvisada em um tronco caído. 

Ali é inevitável pisar na água, durante a travessia.

Segue uma subida em um barranco, por trilha de terra, no meio do pasto. Lembro que na metade nesta subida foi a primeira vez que tomei água... 


Terceiro Trecho - Trilha na Mata e no Pasto 

No fim do pasto, há um trecho intercalando pequenos trilhas na mata, com outras de pasto. Na verdade, em alguns momentos, a trilha desaparece!

O Rodrigo disse que sempre tem um pouco de medo nestes dois pequenos trechos de pasto... Afinal, ali há uma probabilidade maior de haver cobras.


Quarto Trecho - Trilha na Mata

Vista do Topo do Peito do Pombo, no Sana
Vista do Topo do Peito do Pombo
Após os dois pequenos trechos de pasto, segue-se uma trilha mais extensa de mata fechada.

É o tipo de trilha que quando você já está detonado ainda não chegou o pior trecho...

Há umas duas fontes de água no caminho, o que ajuda a aplacar a sede!

Nesta mata, há muitos desníveis ou degraus, lama e folhas molhadas que contribuem para escorregões...

No quarto trecho, usei direto o bastão de trekking - que já vinha ajudando, eventualmente, desde o primeiro pasto...

O desgaste físico é intenso. Minhas calças e camiseta estavam encharcadas de suor... 


Quinto Trecho - Trilha na Mata

Na última fonte de água, fizemos a nossa única parada, onde me sentei para descansar uns 5 min. Dali em diante, o Rodrigo disse que era a "Prova dos 9". Realmente, a pegada era é violenta. A exigência era muito alta...

Neste último trecho na mata, a subida é ainda mais íngreme. E os degraus, bem mais altos...

Vista da Rocha do Peito do Pombo no Topo - Sana
Vista da Rocha do Peito do Pombo no Topo
Chegamos na base da rocha às 10:32 e, às 10:40, no topo do Peito do Pombo (veja a foto ao lado).

Fizemos toda a trilha em cerca de 2:10, em ritmo bem forte e quase sem paradas...

O Rodrigo comentou que nunca havia subido, com "turistas", em menos de 2:30!

Considerando o trekking que eu fiz na véspera, esta informação acabou servindo de consolo.


O Peito do Pombo e A Vista

O cansaço era muito grande. E mesmo com a vista espetacular, eu preferi descançar antes das fotos. Deixei a mochila no chão e me sentei na sombra, sob a rocha do Peito do Pombo.

Depois, deitei um pouco, apoiando a cabeça sobre a mochila. Descansei por quase uma hora, curtindo em paz a fantástica paisagem! 

Então, tomei um pouco de água e comecei com as fotos... Tirei fotos em todas as direções (veja a foto abaixo). 

Depois subimos no mirante, em frente ao Peito do Pombo. Dali, tirei outras fotos da paisagem e algumas do Peito do Pombo.

Paisagem do Topo do Peito do Pombo - Sana
Paisagem do Topo do Peito do Pombo
A vista é espetacular e com grande alcance em todas as direções.

O Peito do Pombo é meio bizarro. E olhado lá de baixo parece muito mais com um pombo.

Há uma foto clássica, que é sobre uma pedra, tendo o Peito de Pombo ao fundo...

Tirei as fotos e iniciamos a descida, pelas 12:10.

O relato segue com...

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Como ir ao Peito do Pombo, no Sana?

No dia 18/01/2011, conheci o Peito do Pombo, formação rochosa de 1.400 m de altitude que pode ser vista de diversos pontos do Sana, no Rio de Janeiro. A vista lá de cima é fantástica! Segue-se um breve relato dos preparativos para a trilha até o seu topo...


Preparativos para a trilha do Peito do Pombo 

Acordei pelas 06:30 e arrumei a mochila. Tomei o café-da-manhã, às 07:40. Então, deixei a pousada, rumo à sede dos monitores.

Vista de Cima do Peito do Pombo, no Sana
Vista de Cima do Peito do Pombo
Havia combinado de encontrar o Rodrigo, guia, ali, entre 08h e 08:30. Cheguei ali por volta das 08:15.

Optei por contratar um guia para a trilha até o Peito do Pombo (veja a foto ao lado) em virtude das dicas que li no site www.mochileiros.com. 

Antes de viajar, dei uma consultada neste site e percebi ser bem comum o relato de pessoas desacompanhadas se perderem na trilha do Peito do Pombo.
 
Causou certa surpresa quando vi o modo como o Rodrigo encararia a trilha. Ele vestia bermuda, camiseta e boné. Estava de pés descalço e carregava apenas um facão.

Como relato abaixo, fui um pouco mais conservador na escolha das roupas e equipamentos usados na trilha.

Um dos monitores que estava na sede ainda me perguntou se as botas não eram pesadas para caminhar... Respondi que um pouco, mas davam mais segurança... 


Até onde vale à pena economizar? 

Sempre procuro ser o mais frugal e econômico possível. E quem já leu alguns dos meus relatos, não deve ter tido dificuldade em perceber isto. 

Há momentos em que, para sermos econômicos, apenas subtemos o nosso corpo a exigências um pouco maiores. Por exemplo: ao cortarmos confortos e caprichos! 

Sete Quedas - Retorno do Peito do Pombo, no Sana
Sete Quedas - Retorno do Peito do Pombo
Assim, abrimos mão de uma pousada ou hotel de melhor padrão, comemos refeições e lanches mais baratos ou reduzimos os gastos com transporte!


Quando a questão envolve saúde ou segurança, o risco da economia tende a ser maior que seu benefício.

Em razão disto, eu contratei um guia para encarar a trilha ao Peito do Pombo. 

E posso dizer que não teria encarado esta trilha de outra forma!

Basicamente por duas razões: estava sozinho e não conhecia o local!

O relato segue com


Com que Roupa?
Este dia envolvia uma trilha bem pesada! Assim, vesti a calça-bermuda MTK Poliamida Fox RS Preta, as botas Nômade Caminhada Finister, a camisa de ciclismo OSX Ona Saez Preta e o boné preto. Tudo preto, na verdade!

Também usei os óculos de sol da Mormaii. E na mão, levei o meu bastão de trekking... 

Veja também
Que Roupa Levar? 


Com que Equipamentos?

Vista do Mirante do Peito do Pombo, no Sana
Vista do Mirante do Peito do Pombo
Sei que sempre levo carga em excesso na mochila de trilha. Em geral, não uso 20% dos itens que carrego... 

E eu sempre espero não precisar deles! 

Agora, se for necessário, eu prefiro não lamentar ter deixado de levar!

Elaborei uma lista de itens para levar nas trilhas mais fortes. 

São eles: luvas, binóculo, lanterna, canivete, celular, Sundown, repelente, remédios e Clor-in.

Também, carrego: chinelos, toalha, capa de chuva, plástico, esparadrapo e sacola ecológica. Por fim, uma água (1 a 2 L) e comida (geralmente, leite condensado).

Na mochila, uma Crampon 28 L, da Trilhas e Rumos, citados acima. Detalho alguns deles
# lanterna LA Police 1 Led;
# binóculo Coleman 10x25 mm;
# luva de musculação de Neoprene HL
# Purificador de Água Clor-in;
# bastão de alumínio (Guepardo);
# kit de primeiros socorros. 

Veja também...

Sana, Rio de Janeiro

O Sana fica localizado a 25 km de Casimiro de Abreu, município da Região dos Lagos, do Rio de Janeiro. E a 165 km da capital do Estado. O acesso a partir de Casimiro de Abreu é feito por estrada de terra.

Toboágua da Cachoeira do Escorrega, Sana
Toboágua da Cachoeira do Escorrega, Sana

O Sana é muito procurado pelo adeptos do turismo de aventura.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Sana: A Melhor Descida de Peito na Cachoeira do Escorrega [Videos]

Esta é a quarta de um total de quatro postagens com vídeos da Cachoeira do Escorrega, no Sana, estado do Rio de Janeiro.

Toboágua, na Cachoeira do Escorrega, Sana
Toboágua, na Cachoeira do Escorrega, Sana

Continuação de
Videos Cachoeira do Escorrega - Sana 3


Cara desce girando a Cachoeira do Escorrega



A melhor descida de peito na Cachoeira do Escorrega!

Sensacional! O maluco desce de peito pelo Escorrega e um cara o puxa pela mão, fazendo com que ele gire. Fantástico!

 


Pega-pega no Escorrega!

Percebam a loucura dos malucos: os caras estão brincando de pega-pega na Cachoeira do Escorrega! Só consegui registrar um trecho. O cara que fica um tempo sentado no Escorrega ao fim do vídeo é o pegador. Os outros estão tudo fugindo! Muito insano...



Veja também
Os malucos na Cachoeira do Escorrega

Descendo de Peito na Cachoeira do Escorrega, no Sana [Videos]

Esta é a terceira de um total de quatro postagens com vídeos da Cachoeira do Escorrega, no Sana, estado do Rio de Janeiro.

Toboágua, na Cachoeira do Escorrega, Sana
Toboágua, na Cachoeira do Escorrega, Sana

Continuação de
Videos Cachoeira do Escorrega - Sana 2


Três caras surfando na Cachoeira do Escorrega

O primeiro tenta surfar pelo Escorrega e realmente escorrega. Então, pega um pouco de fôlego e desce surfando. Os outros dois vão na sequência...



Correria na Cachoeira do Escorrega

Quatro caras descem o Escorrega na maior correria! O último deles quase desequilibra na descida...



Surf muito louco na Cachoeira do Escorrega! - 2

Eis que o maluco da postagem anterior está de volta! Novamente, ele desce o Escorrega correndo, deita e levanta...Muito doido!



Descendo de Peito na Cachoeira do Escorrega - Sana 2

Neste vídeo um cara desce de peito pela Cachoeira do Escorrega, enquanto um outro cara o puxa pelo braço no meio da descida, para fazê-lo girar!


A sequência de vídeos segue com
Videos Cachoeira do Escorrega - Sana 4


Veja também
Os Malucos na Cachoeira do Escorrega

Surf Muito Louco e Tombos na Cachoeira do Escorrega, no Sana [Videos]

Esta é a segunda de um total de quatro postagens com vídeos da Cachoeira do Escorrega, no Sana, estado do Rio de Janeiro.

Toboágua, na Cachoeira do Escorrega, Sana
Toboágua, na Cachoeira do Escorrega, Sana

Continuação de


Sequência de Surf na Cachoeira do Escorrega

Neste vídeo, quatro malucos descem surfando pela Cachoeira do Escorrega, no Sana, Rio de Janeiro.



Surf e Tombos na Cachoeira do Escorrega

Neste vídeo, os caras descem surfando pela Cachoeira do Escorrega e alguns deles caem no meio do caminho...




Surf e Salto Mortal no Escorrega

Neste filme, um maluco desce a Cachoeira do Escorrega surfando e dá um salto mortal no poção, no fim do tobogã.



Surf muito louco na Cachoeira do Escorrega! - 1

O maluco desce o Escorrega correndo, deita e levanta, nesta sequência muito louca de surf na Cachoeira do Escorrega...



A sequência de vídeos segue com
Videos Cachoeira do Escorrega - Sana 3


Veja também
Os malucos na Cachoeira do Escorrega

domingo, 28 de agosto de 2011

Surf e Saltos Mortais na Cachoeira do Escorrega, no Sana [Videos]

A Cachoeira do Escorrega é a mais famosa e procurada na região do Sana, Rio de Janeiro. Ela consiste em uma tobogã de pedra. E a turma usa - como seu nome sugere - para escorregar!

Toboágua, na Cachoeira do Escorrega, Sana
Toboágua, na Cachoeira do Escorrega, Sana

Alguns malucos encontraram outras utilidades para ela. E já falei sobre isto no relato os Os malucos na Cachoeira do Escorrega. Seguem alguns vídeos curtos ilustrando isto...


Saltos na Cachoeira do Escorrega - Sana

Neste vídeo, os malucos saltam sobre obstáculo! Na verdade, dois deles ficam deitados enquanto os outros descem correndo pela Cachoeira do Escorrega e saltam, caindo na sequencia, no poção (piscina natural).



Surfando na Cachoeira do Escorrega - Sana 1 

Neste vídeo, um cara desce a Cachoeira do Escorrega como se estivesse surfando ou esquiando sobre as pedras!

 


Surfando na Cachoeira do Escorrega - Sana 2 

É Um complemento do vídeo anterior! O mesmo cara desce a Cachoeira do Escorrega como se estivesse surfando ou esquiando sobre as pedras! E é seguido por outro maluco...

 


Surf e Salto Mortal na Cachoeira do Escorrega - Sana 

Neste vídeo o mesmo maluco desce surfando pela Cachoeira do Escorrega e dá um salto mortal ao chegar no poção. Na sequência, um outro cara desce surfando e girando...

 


Descendo de Peito na Cachoeira do Escorrega - Sana 

Neste vídeo um cara desce de peito pela Cachoeira do Escorrega, enquanto outro o puxa pelo braço no meio da descida, para fazê-lo girar!



A sequência de vídeos segue com

Os Malucos na Cachoeira do Escorrega, no Sana

Nesta tarde fui conferir a Cachoeira do Escorrega, uma espécie de tobogã na pedra. O Escorrega é a cachoeira mais famosa e procurada do Sana, no Rio de Janeiro! 

Continuação de...


Conversa com os monitores

Cheguei ao centro do Sana às 14h. Comprei uma guaraná e tomei 1 L.

Cachoeira do Escorrega, Sana, Rio de Janeiro
Cachoeira do Escorrega, Sana
Precisava algo gelado e com açúcar! 

No trekking, bebi apenas água em temperatura ambiente...

Deixei minha mochila na pousada e segui até a sede dos monitores.

Relatei a eles o meu Trekking até a Cachoeira das Andorinhas

Comentei também aos monitores sobre a minha intenção de subir o Peito do Pombo na manhã seguinte.

Eles ficaram de entrar em contato com um amigo que poderia me guiar.

Os monitores relataram também que apenas a Cachoeira do Escorrega (veja a foto acima) estava liberada. As outras, em virtude das chuvas, estavam sem condições de segurança.


Cachoeira do Escorrega

Tobogã na Pedra na Cachoeira do Escorrega, Sana, Rio de Janeiro
Cachoeira do Escorrega - Tobogã na Pedra
Passei pela Cachoeira do Escorrega para dar uma conferida no local! Havia umas 25 pessoas.

A cachoeira mais famosa do Sana, é uma espécie de tobogã na pedra (ver a foto ao lado)

É um lance meio doido, pois os caras descem correndo e deslizando pelas pedras.

É como se estivessem surfando ou esquiando em cima das pedras!

Em certo momento, começaram a brincar de pegar ali. Muito doido! 

Assista a alguns vídeos da Cachoeira do Escorrega em 

Pouco após as 16h, o tempo começou a fechar e o pessoal dispersou. Passei na sede dos monitores e o Rodrigo, guia, estava ali aguardando.

Corda em Meio à Cachoeira do Escorrega, Sana, Rio de Janeiro
Corda em Meio à Cachoeira do Escorrega
Falou que não poderia fazer o percurso por menos de R$ 80,00. 

Acabamos fechando a subida até o Peito do Pombo por R$ 70,00! 

Combinamos para a manhã seguinte, entre 08:00 e 08:30, caso não chovesse...

Durante a conversa, começou a chover.  E bem forte!

Procurei um local para almoçar e encontrei. Apesar de ser quase 17h!

Rango pronto, retornei para a pousada para descansar um pouco...


Com que Roupa?
Este dia envolvia diferentes graus de exigência física! De manhã, um trekking forte, por estrada de terra, até a Cachoeira das Andorinhas. À tarde, conferi a Cachoeira do Escorrega, próxima à Pousada Sana Dum...

Vesti a minha calça-bermuda MTK Suplex Amazon Verde e as botas Nômade Caminhada Finister. A calça é bem leve e boa para um trekking fora de mata fechada. Vesti também a camisa verde, o boné preto e os óculos de sol da Mormaii. Na mochila, uma Crampon 28 L, da Trilhas e Rumos, levei:

Corredeira e Fosso na Cachoeira do Escorrega, Sana, Rio de Janeiro
Corredeira e Fosso na Cachoeira do Escorrega

# uma lanterna (LA Police 1 Led); 
# um binóculo (Coleman 10x25 mm);
# canivete suíço;
# luva de musculação de Neoprene HL
# Purificador de Água Clor-in;
# bastão de alumínio (Guepardo);
# kit de primeiros socorros.

Veja também...
Que Roupa Levar?

Corredeira na Cachoeira do Escorrega, no Sana, Rio de Janeiro
Corredeira na Cachoeira do Escorrega


Contabilidade do Dia
Armazém (Sana) - Guaraná 2 L = R$ 3,50
Almoço Tudo que Entrar no Prato = R$ 8,00
Mercearia (Sana) - Leite Condensado Camponesa (2) = R$ 4,40
Pousada Sana Dum = R$ 30,00
Gasto Diário = 45,90

sábado, 27 de agosto de 2011

A Gelada Cachoeira das Andorinhas, no Sana

Após encontrar a estrada secundária que leva à Cachoeira das Andorinhas só restava percorrer um pequeno trecho! A cachoeira é bem pequena, isolada e possui águas geladas. E isto é bom, pois aplaca o calor após o trekking.

Continuação de...
Trekking à Cachoeira das Andorinhas 


O fim do trekking

Cachoeira das Andorinhas, Sana
Cachoeira das Andorinhas, Sana
A estrada secundária começa com um piso razoável. Mas aos poucos, torna-se muito ruim. Mesmo para quem está de moto ou a cavalo...

Àquela altura, eu já estava bem cansado. E a cada casa ou pessoa por quem passava, perguntava a distância que faltava...

A indicação era sempre a de quem deveria entrar em um bambuzal, à esquerda, após uma subida.

E que subida danada aquela! 

Devia ter uns 300 a 400 m. E era bem íngreme!

Nela encontrei um senhor e ele indicou a descida para a cachoeira. 

Disse que ela ficava a uns 80 m dali e a água era bem fria... 


A descida até a Cachoeira das Andorinhas

Ajustei o bastão de trekking e preparei-me psicologicamente para enfrentar a descida! O primeiro trecho até não exige tanto. Mesmo de um corpo já bastante cansado... 

O segundo é dentro de mata fechada e a trilha, em alguns pontos, chega a desaparecer. Ali há maiores irregularidades no terreno, formando degraus de uns 30 - 40 cm. Também, há raízes, pedras soltas e pedregulhos, em um trecho de uns 50 m de descida. 


Reflexões sobre as distâncias

Close - Cachoeira das Andorinhas, Sana
Close - Cachoeira das Andorinhas, Sana
Cheguei à Cachoeira das Andorinhas pelas 11h (veja as fotos ao lado e acima). 

Ou seja, após duas horas e meia de trekking quase ininterrupto!

Fiz somente algumas pequenas paradas para tomar alguns goles de água, a cada 30 min. E outras menores ainda, para pedir informações. 

Em momento algum, sentei para descansar...

Assim, pelo meu ritmo de caminhada, calculo que a distância real, do Sana até a Cachoeira das Andorinhas, seja de uns 15 a 16 km. 


A Cachoeira das Andorinhas

Quanto à Cachoeira das Andorinhas, ela deve ter uns 12 a 15 m de altura. E forma uma piscina natural, que conduz a água para uma segunda queda, de uns 3 a 4 m de altura.

Na foto abaixo, há um registro do córrego que conduz a água da piscina natural até a segunda queda.

Fiquei uns 10 min na água e saí para o corpo secar!

A água, realmente, é bem fria. No início, isto é bom para aplacar o calor e o cansaço do trekking. Depois, vira uma tortura...

Córrego para a Segunda Queda, Cachoeira das Andorinhas, no Sana
Córrego para a Segunda Queda
Pela vegetação fechada, o local quase não pega sol. 

Creio que pouca gente vá até a Cachoeira das Andorinhas. 

A distância é grande e a estrada muito ruim.

A trilha quase encoberta pela mata é um outro indicativo do pequeno trânsito de pessoas por aquele local!

Tudo isto faz desta cachoeira mais remota um lugar bastante tranquilo e deserto... É o local ideal para se curtir e interagir com a natureza! 


O retorno para o Sana...

Reforcei o Sundown, comi umas bananas e tomei um pouco de água. Então, comecei a subida da trilha pelo meio-dia, em direção ao Sana...

Na volta, limitei-me a pequenas paradas a cada 30 min para tomar água...

Sempre há um obstáculo! Na ida, há mais subidas e eu carregava mais peso na mochila. Na volta, o corpo já estava cansado e o sol, mais forte... 

O relato segue com...

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design